Angola vai contar um Polo Tecnológico de Telecomunicações

942

A empresa Angola Comunicações & Sistemas (ACS) e a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), assinaram um contrato de mais de 18 milhões de euros para instalar um polo tecnológico de telecomunicações em Luanda.

Com a construção do novo polo tecnológico a ACS, pretende acrescentar 20 postos de trabalho para nacionais aos 71 com que já conta, além de gerar um Valor Acrescentado Bruto (VAB) superior a 9,1 milhões de dólares (8,5 milhões de euros) no ano de 2019.

Com este projecto a empresa angolana prevê o fornecimento de sistemas de redes de comunicações privativas, circuitos dedicados de transmissão de dados e soluções de conectividade da banda larga a clientes corporativos ou empresariais em todo o território nacional, num investimento de 19,5 milhões de dólares (18,3 milhões de euros).

Os pólos tecnológicos têm se constituído em instrumentos básicos de dinamização das economias desenvolvidas, seguindo o sucesso de experiências como a do Vale do “Silício” na Califórnia e das “cidades tecnológicas” da França e do Japão.

O  polo tecnológico de telecomunicações da ACS será implementado no bairro do Benfica, Luanda e será destinado a funcionar como suporte para a empresa. A UTIP concede, ao abrigo deste contrato de investimento e da legislação sobre investimento privado, incentivos fiscais à ACS, que passam pela redução de 35% no pagamento dos impostos Industrial, Sobre Aplicação de Capitais e de aquisição de terrenos e imóveis (Sisa), por um período de seis anos.

Os polos tecnológico garantem um ambiente adequado e sustentabilidade; oportunidades para desenvolver um negócio saudável com boas oportunidades para atrair investimentos; proximidade e relacionamento frutífero com universidades e centros de pesquisa públicos e privados; serviços adequados às suas necessidades.

FONTEMSN
COMPARTILHAR
Artigo anteriorOs hackers mais famosos [Onel Guzman]
Próximo artigoMorreu Robert Taylor, um dos pioneiros da Internet

Daniel Afonso Geto
Estudante de Engenharia de redes e telecomunicações escreve sobre tecnologia precisamente por ser a sua área de formação, ser algo que ama fazer e para si é um previlegio fazer parte do maior site angolano de notícias ligadas à TIC.Partindo do princípio, parar é morrer, é também detentor das certificações: Administração de Redes, CCNA Routing, CCNA Switching e CCNA Security.