Aprenda a identificar fraudes e proteger-se

1869

Os esquemas hoje em dia podem surgir dos mais variados formatos. Para alguns, identificar uma mensagem de spam ou contendo conteúdo malicioso pode ser alvo vulgar, mas a realidade é que estes esquemas continuam a surgir porque existem vitimas que caem neles.

Fraudes na internet: Quais os tipos de golpes e como evitarTal como é importante informar sobre novos esquemas que surgem no mercado, também é importante relembrar algumas formas de evitar que se caia em algo enganoso. E muitas vezes, a proteção para tal parte dos próprios utilizadores e dos seus conhecimentos.

Uma grande parte dos esquemas aproveitam a urgência e pânico inicial dos utilizadores para levar ao engano. Um dos exemplos encontra-se sobre as mensagens de pagamento atrasado, que nos últimos meses são algo vulgar de surgir um pouco por todo o mundo.

Normalmente estas mensagens surgem enviadas em nome de diferentes entidades, e referem que o serviço em questão vai ser suspenso porque se encontra em falta um pagamento. A mensagem inclui ainda todos os dados para que os utilizadores possam realizar os pagamentos, incluindo a entidade, referência e valor.

Estas mensagens tentam aproveitar a urgência para criar o pânico junto dos utilizadores finais. Quando a vítima recebe a mensagem, o conteúdo da mesma leva a que ative uma certa ansiedade, o que por vezes leva a que estas ajam imediatamente.

Muitos utilizadores certamente que identificam esta mensagem como um esquema logo no primeiro momento, mas nem todos possuem conhecimento para tal.

Muitos, ao receberem a mensagem, apenas pretendem resolver o problema, e o facto de estas incluírem todos os dados para pagamento torna a tarefa consideravelmente mais simples para os atacantes. Estes fornecem diretamente um método que as vítimas, em ansiedade, podem acabar por usar para resolver o problema.

Fraudes em pagamentos online duplicaram nos últimos sete anos - Menos FiosEm muitos casos, apenas depois das vítimas se acalmarem, é que percebem que foram enganadas. Nesta altura, obviamente, já será tarde demais.

Portanto, uma das primeiras dicas para evitar esquemas é também uma das mais simples: mantenha a calma.

Quando recebe uma mensagem, tente avaliar o conteúdo da mesma. Se esta impor alguma urgência, suspeite de imediato do conteúdo da mensagem. Não realize qualquer ação, e muito menos qualquer pagamento, sem primeiro avaliar o que está a ocorrer.

Se o pagamento for respeitante a uma entidade, comece por falar com essa entidade, averiguando se realmente está pendente algum género de pagamento. Utilize meios de contacto oficiais – e não tente contactar o número de onde as mensagens foram enviadas originalmente.

No geral, antes de qualquer pagamento, deve sempre ter atenção ao que está efectivamente a pagar. Não realize nenhum pagamento por impulso ou por “urgência”.

É importante também sublinhar que estes géneros de esquemas podem ocorrer de forma mais pessoal. Um dos mais vulgares nos últimos tempos é o esquema do “Olá Pai”, ou “Olá Mãe”, onde um suposto contacto – que normalmente diz ser o filho ou similar – afirma que perdeu o telemóvel e que necessita de realizar um pagamento com urgência.

Neste, a vítima é levada mais para o fator pessoal, pensando que está a falar com um familiar direto – quando, na verdade, é apenas um atacante a fazer-se passar pela pessoa.

Se receber uma mensagem deste esquema, o método anterior de manter a calma também se aplica. Tente sempre entrar em contacto com a pessoa antes de qualquer pagamento – mesmo que a pessoa diga que não pode atender, contacte pela forma que conhece oficial, ou até mesmo cara a cara.

Nunca realize nenhum pagamento para contas desconhecidas, e tenha sempre cuidado quando se fala de quantias elevadas. Normalmente estes esquemas afirmam que se pretende realizar um pagamento urgente com quantias bastante elevadas, que tanto podem ser de 100 ou 1000 dólares.

Boa notícia! Tentativas de fraude têm queda de 50% no Brasil em 2023

Por fim, existem ainda esquemas que partem diretamente de links. Os moldes dos mesmos são similares aos das mensagens anteriores, mas invés de fornecer diretamente dados para pagamento, as vítimas são reencaminhadas para um site, onde devem realizar o suposto pagamento ou fornecer dados para tal.

Novamente, as vítimas são levadas pelo carácter de urgência das mensagens. Neste caso, o esquema pode ser variado, não apenas para pagamentos de serviços, mas também sobre algum género de bloqueio da conta bancária ou pagamento de alfândega.

A ideia final, no entanto, é sempre a mesma: um link que direciona os utilizadores para um site desconhecido, que pede dados bancários, de cartão de crédito ou fornece diretamente entidade e referência para pagamentos. Em alguns casos pode também levar para falsos sites de entidades bancárias ou redes sociais, onde o objetivo é roubar os dados de login nos mesmos.

No final, se receber um link conjugado com uma mensagem de carácter urgente, é imediatamente um sinal de alerta a ter em atenção.

Nestes casos, a primeira linha de defesa parte por não carregar em nenhum link desconhecido. Se receber uma mensagem de uma determinada entidade, opte por aceder diretamente ao site da mesma – com os meios que usa regularmente – e não pelo link da mensagem.

Caso a entidade não tenha um site direto ou métodos de pagamento neste, tente entrar em contacto com a mesma pelos seus canais oficiais. Muitas fornecem um número de telefone que pode usar para contactos, e onde o podem ajudar a validar se possui algum pagamento pendente.

O ponto importante a reter neste caso é:

Tenha calma, nunca realize pagamentos sem se certificar da entidade a que diz respeito e valide sempre se essa entidade está realmente com um pagamento em atraso, pelos canais oficiais de contacto da mesma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui