Censo populacional de 2024 será pelo modo digital

1651

O Executivo Angolano vai realizar o segundo Censo da População e Habitação em 2024, mas pela primeira vez de modo digital, isto é, a recolha de informações será feita por tablets com aplicativo de recolha de dados – CAPI, resultante da atualização da cartografia em curso até finais de 2023, revelou uma nota de imprensa do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a nota, que a redação da MenosFios teve acesso, o INE e a instituição que irá preparar as condições técnicas de todo o processo de Recenseamento da População e Habitação a ser efetuado em todo o território nacional, abrangente aos cidadãos nacionais e estrangeiros residentes ou ausentes temporariamente, bem como unidades de alojamento.

O censo populacional ocorrerá no próximo ano, onde o Presidente da República, João Lourenço, criou, por Despacho, uma Comissão Multissectorial de apoio à realização do mesmo.

MAIS: Digitalização dos serviços públicos vai elevar estabilidade económica de Angola

O Censo decorrerá em três etapas principais até ao final da recolha efetiva dos dados.

Na primeira etapa, será feita a atualização cartográfica que consiste em definir e redefinir os limites dos bairros. Para a sua efetivação, contará com cartógrafos, informáticos e motoristas em toda a geografia nacional. Nessa etapa, prevê-se dividir o país em cerca de 92 mil secções para efeitos de entrevistas aos agregados familiares.

A segunda etapa é de recenseamento piloto e vai servir para testar o processo de prontidão para a realização do Censo em 2024.

O recenseamento geral acontece na terceira etapa, e última, que vai abranger a população e as habitações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui