China bane utilização de iPhones entre oficiais do governo

1265

As autoridades chinesas continuam a  focar-se em desenvolver os seus próprios produtos, sem ficarem dependentes de outros países. E uma das mais recentes medidas aplicadas pelo governo chinês encontra-se no bloqueio do uso de iPhones e outros dispositivos de marcas estrangeiras sobre todas as divisões do governo.

De acordo com o Wall Street Journal, as autoridades chinesas encontram-se agora a proibir o uso do iPhone e de outros dispositivos de marcas sediadas fora da China em diversas divisões do governo. Com a nova medida, funcionários do governo encontram-se proibidos de usar qualquer dispositivo de entidades externas para atividades de trabalho. A medida aplica-se até mesmo para levar os dispositivos para as instalações de trabalho.

A medida faz parte de uma longa batalha das autoridades chinesas contra as entidades estrangeiras, começando agora a afetar as primeiras divisões do governo. Esta medida pode ter impacto sobretudo para a Apple, tendo em conta que a empresa possui um forte mercado na China – sendo considerada uma das principais rivais da Huawei.

MAIS: EUA querem aumentar restrições a exportações tecnológicas para China

Apesar da medida apenas se aplicar, para já, a dispositivos de entidades governamentais, é possível que o governo venha a alargar a pressão contra a empresa também para o lado dos consumidores – o que eventualmente pode vir a causar prejuízos para a Apple.

Em contrapartida, a Apple tem vindo a investir consideravelmente no mercado da China. Ainda de forma recente a empresa confirmou que iria abrir a sua primeira loja virtual na China, através da plataforma do WeChat, permitindo aos utilizadores adquirirem mais facilmente os produtos da empresa.

No entanto, a ter em conta que esta não é a primeira vez que produtos da Apple são banidos de entidades do governo na China. Em 2014 as autoridades locais baniram computadores da Apple dos escritórios do governo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui