Cinco mil milhões de telefones no lixo este ano

1314

Pascal Leroy, diretor-geral do fórum internacional WEEE, afirma que “as pessoas tendem a não se aperceber de que todos estes aparentemente insignificantes têm muito valor e que, todos juntos, a um nível global representam grandes volumes”. As declarações do responsável surgem numa altura em que é revelada a estimativa de que 5,3 mil milhões de telefones serão atirados ao lixo este ano. Muitos destes aparelhos não serão reciclados adequadamente, o que irá obrigar a indústria a minerar componentes valiosos como o cobre ou o cobalto usados nos circuitos e baterias.

Um outro estudo aponta para a existência de 16 mil milhões de telefones no mundo atual e, na Europa, cerca de um terço não estão em uso. As pessoas tendem a manter os telefones em casa, guardados, em vez de os colocar em centros de reciclagem apropriados.

MAIS: Lixo eletrónico acumulado em 2021 pesa mais do que a Grande Muralha da China

A investigação da WEEE estima que o volume de equipamentos elétricos e eletrónicos deitados fora, desde máquinas de lavar, a torradeiras, computadores portáteis e GPS, vai aumentar a um ritmo de 74 milhões de toneladas por ano, até 2030, noticia a BBC. Magdalena Charytanowicz, também da mesma organização, explica que “estes aparelhos oferecem muitos recursos importantes que podem ser usados na produção de novos aparelhos eletrónicos ou outros equipamentos, como turbinas eólicas, baterias de carro ou painéis solares – todos cruciais para a transição para sociedades verdes de baixo carbono”.

Somente 17% de todo o lixo eletrónico do mundo é reciclado convenientemente, valor que várias organizações em todo o mundo estão a tentar fazer que seja revisto em alta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui