Início Angola Conferência “Transição digital da administração pública” volta para II edição em 2023

Conferência “Transição digital da administração pública” volta para II edição em 2023

0
Conferência “Transição digital da administração pública” volta para II edição em 2023

Será em junho de 2023 que vai acontecer a II Conferência sobre Transição Digital da Administração Pública, que vem para mobilizar e estabelecer o diálogo com a sociedade sobre os desafios da transição digital do serviço público.

Essa informação foi revelada pelo diretor-geral do Instituto de Modernização Administrativa (IMA), Meick Lopes Afonso, informando ainda que o fórum e feira de exposição e irá juntar individualidades nacionais e estrangeiras, líderes do sector público, privado e representantes de todo o ecossistema das tecnologias de informação e comunicação, para debater, disseminar e apresentar soluções e propostas para a transição digital em Angola.

Falando na cerimónia de lançamento da II Conferência, Meick Afonso frisou que o evento tem como objectivo fortalecer a participação e o controlo social dos processos da Reforma do Estado, nomeadamente, a Reforma Administrativa, a Reforma Tributária, a Reforma da Justiça e a Melhoria do Ambiente de Negócios, com ampla representação da sociedade em todas as esferas.

Segundo ainda o Diretor, o evento vai voltar a afirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes para a Digitalização da Administração Pública, para garantir um serviço público de qualidade como direito humano, universal, integro e equitativo, com base em políticas que reduzam as desigualdades sociais e territoriais.

MAIS: Governo aprova roteiro para implementação da Agenda de Transição Digital

Para essa mesma edição, espera-se a participação de especialistas e instituições de países ao redor do mundo, destacando a Estónia, a Polónia, o Brasil, o Reino Unido, Portugal e mais de oito mil presenças, cuja pré-inscrição deve ser feita a partir do website www.governo.ao.

Nos próximos dias o Governo terá uma plataforma de sistema digital que integrará toda a administração pública, para evitar, por exemplo, que o cidadão tenha de declarar a mesma informação duas vezes à função pública, bem como a apresentação de documentos presencial“, disse o Diretor-Geral do IMA.

Sobre os números da primeira edição, contou com mais de seis mil participantes e onde saíram recomendações que contribuíram para o projeto Simplifica 1.0 e 2.0, bem como consultar e receber contribuições para aprovação do roteiro digital que o governo aprovou em julho e a elaboração do portal único de serviços públicos, também aprovado e institucionalizado no mesmo mês.

Em conversas com os jornalistas, Meick Afonso ressaltou que foram criadas várias recomendações da primeira conferência, como a elaboração de um plano de ação que está em execução para melhoria da prestação do serviço público, bem como a identificação de prioridades, como projetos virados ao Ministério da Justiça, no sentido de ver melhorado o serviço na identificação civil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui