Crescem as oportunidades dos programadores africanos, revela estudo

1298

Continuam crescer as oportunidades para os programadores africanos, sejam em África ou ao redor do mundo. Atualmente, as startups africanas são responsáveis pela contratação de mais da metade dos promotores locais, com empresas estrangeiras fora do continente a contratar 38% dos restantes talentos.

Embora África tenha um ecossistema nascente de developers, estas últimas estatísticas sugerem uma subida para os principais talentos do continente – aqueles com fortes capacidades de programação no desenvolvimento de aplicações web e móveis.

E esta competição parece estar a ter também, um efeito positivo sobre os salários e outras formas de compensação.

Mais programadores africanos estão a obter empregos a tempo inteiro devido tanto ao aumento da procura de startups locais como à procura global de talentos técnico remoto”, informa o relatório Africa Developer Ecosystem 2021.

MAIS: África assiste um crescimento rápido de developers nos últimos tempos

Apesar do aumento da remuneração média dos profissionais em 11% no ano de 2022, os developers juniores viram uma diminuição de até 9% na remuneração como resultado do excesso de oferta dos promotores juniores e da perceção de níveis de competência inferiores.

Já em termos de género, como esperado, mais desafios do que os homens, dadas as suas posições mais juniores e a falta de apoio aos cuidados infantis durante a pandemia de covid-19.

As mulheres têm 12% menos probabilidades de ter escrito a sua primeira linha de código antes de completarem 18 anos do que os desenvolvedores masculinos”, escreve o estudo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui