Ecossistema de startups em Angola num cenário de crescimento

1179

Angola tem se destacado cada vez mais quando o assunto é empreendedorismo digital, onde podemos ver isso no mais recente relatório sobre o “Ecossistema de Empreendedorismo e Startups de Angola”.

A investigação que é uma iniciativa do Governo Angolano e do Instituto Nacional de Apoio as Micro, Pequenas e Médias Empresas (INAPEM), frisa que o país tem vindo a sinalizar um espaço de oportunidades para o surgimento de produtos e soluções digitais, com uma trajetória direcionada para o preenchimento das “gaps” na cadeia de valor do mesmo.

O estudo frisa o facto de Angola entrar pela primeira vez no Índice Global de Ecossistema de Startup (Global Startup Ecosystem Index), na posição 115, sendo que a capital do país, Luanda, ocupa a posição 952 num grupo de 1.000 cidades mapeadas.

MAIS: Impostos e falta de financiamento entre os principais problemas das startups angolanas

Com a dinâmica que se verifica no Ecossistema, no último ano, Angola melhorou a sua classificação neste índice, tendo subido 18 lugares na sua classificação como país, passando a ocupar a posição 97, e a cidade de Luanda subiu 321 lugares, na sua classificação no grupo de cidade, passando a ocupar a posição 631.

O “Ecossistema de Empreendedorismo e Startups de Angola” foi desenvolvido com a finalidade de disponibilizar ao mercado um mapeamento anual do Ecossistema e de criar um repositório de informação, insights e estatísticas sobre o seu estado atual, de modo que seja acessível a todos os stakeholders de forma regular e fidedigna, além de identificar os fatores que influenciem o seu desenvolvimento.

Ainda sobre o estudo, destacar que a sua abordagem metodológica assenta em três pilares fundamentais (Desk-review, Survey e Análise de Benchmarking), suportados no modelo BEEP (Bobson Entrepreneurship Ecosystem Project), e permitiu mapear 158 iniciativas ativas no Ecossistema (Instituições, Entidades, Programas e similares) no ano em análise (e com presença ativa no passado recente), sendo cerca de 33 a menos do que em 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui