Juiz na Colômbia recorreu à ajuda do ChatGPT para tomar decisão

1226

Um juiz da cidade de Cartagena, na Colômbia, terá usado a ferramenta de Inteligência Artificial (IA) ChatGPT para tomar uma decisão em julgamento no tribunal. Como refere o site Vice, o juiz de nome Juan Manuel Padilla Garcia confirmou o uso da ChatGPT para “colocar questões legais sobre o caso”.

O juiz em questão assegurou que a decisão não foi tomada pela ChatGPT e que, dessa forma, não foi substituído no seu papel por uma IA.

Os argumentos para esta decisão serão determinados com recurso a Inteligência Artificial. Assim sendo, introduzimos partes das questões legais nestes procedimentos… O objetivo de incluir estes textos produzidos por IA não é para substituir a decisão do juiz… O que queremos é otimizar o tempo gasto na elaboração das condenações após corroborar a informação providenciada pela IA, pode ler-se nos documentos publicados.

MAIS: Alunos refazem exame após recorrerem ao ChatGPT em França

O facto de um juiz ter recorrido a uma ferramenta de IA para chegar à tomada de uma decisão serve bem para ilustrar a importância que estes sistemas podem vir a ter no futuro, nas mais diversas áreas profissionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui