Empresas portuguesas em destaque na 37° da FILDA, que vai abordar as Tecnologias Disruptivas

0
453

Mais de 30 empresa portuguesas já confirmaram a sua presença na 37° da  Feira Internacional de Luanda (FILDA), que decorre de 12 à 16 Julho, na Zona Económica Especial (ZEE), e que terá como tema “Tecnologias Disruptivas como Factor de Desenvolvimento Económico“.

Segundo José Manuel, encarregado de Negócios da Embaixada de Portugal em Angola, em uma entrevista ao Jornal Economia e Finanças, informou que “até ao momento, temos cerca de 30 empresas interessadas em participar na edição da FILDA deste ano”, salientando que existe “um conjunto de empresas já presentes no mercado com a intenção de identificar novos parceiros de negócios”, frisando ainda que “com muita satisfação, que, também pela primeira vez, iinstituições de ensino superior portuguesas vão marcar presença na FILDA”.

MAIS: FILDA 2022: Promete condições para atrair jovens empreendedores nacionais

De acordo com o encarregado de Negócios da Embaixada, a presença de Portugal na FILDA tem crescido nos últimos anos, onde a “edição do ano passado, a presença do país(Portugal) se traduziu na participação de empresas que já estavam no mercado”, reitera.

“Este ano, por comparação, para aklém dessas empresas, vamos ter mais de 14 empresas vindas expressamente de Portugal. Isto é um sinal da importância de Angola para as empresas portuguesas”, ratifica José Manuel.

Sobre o tema da FILDA 2022, tecnologias disruptivas, José Manuel, reitera que as empresas portuguesa possuem um “excelente track-record nesse sector”, acrescentando que o conhecimento português nesse domínio “já estápresente no mercado angolano há algum tempo, através de empresas totalmente funcionais”.

De acordo com os últimos números divulgados, a redacção da MenosFios soube que a edição da FILDA 2022 já tem mais de 500 participantes e onde se espera que esse número aumenta nos próximos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui