EPAL vai implementar novas tecnologias para combater o garimpo de água

2506

Segundo o novo Presidente do Conselho de Administração, Diógenes Diogo, a Empresa Pública de Águas de Luanda (EPAL) vai implementar, a partir deste ano, um sistema de telemetria e telegestão para detectar rupturas e avarias na sua rede de distribuição.

Diógenes Diogo informou que as condutas e tubagens da EPAL terão sensores necessários para detectar, na hora, qualquer violação que possa ocorrer nas infra-estruturas. Para isso, a empresa vai investir, já a partir deste ano, em novas tecnologias. “Com esse sistema de telegestão e telemetria vamos conseguir fazer isso, mas tem de haver disponibilidade financeira para implementarmos esses projectos. 

A EPAL pretende também implementar um novo modelo de gestão que passa pelo agenciamento dos seus serviços a terceiros, respondendo aos desafios da municipalização. Segundo o PCA, com o agenciamento dos serviços, nós vamos ter empresas que vão estar ligadas directamente ou estar muito mais próximas da população.

A implementação das novas tecnologia na resolução de problemas por parte das empresas, tem estado a registrar um crescimento positivo. Várias empresas nacionais têm estado a recorrer as TICs como um ajudante na resolução dos seus problemas e desafios.

O PCA da EPAL afirmou igualmente que o garimpo é uma realidade que representa perdas consideráveis de materiais e desperdícios de água, defendeu mesmo a necessidade de leis para punir os transgressores.