Executivo prepara-se para comercializar serviços do Angosat-2 nos próximos dias

640

O Governo Angolano está nesse momento a trabalhar na preparação da comercialização dos serviços do ANGOSAT-2, para que se começa já a disponibilizar os seus serviços aos clientes nos próximos dias.

Essa informação foi revelada pelo o ministro das Telecomunicações Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira, falando à imprensa após a inauguração da estação automatizada de medição dos parâmetros meteorológicos em altitude denominada “ROBOTSONDA”, no aeroporto da Mukanka, no Lubango, província da Huíla, reiterando que o satélite está a funcionar normalmente conforme foi concebido e a preparar-se para a instalação de sites remotos em algumas províncias do país, ainda neste âmbito.

O satélite angolano tem uma capacidade de transmissão sete vezes maior que a do ANGOSAT-1, que tinha 16 retransmissores na Banda C e seis na Banda KU.

Localização do Angosat-2 (Atualizado as 15:34 do dia 21 de Novembro de 2022)
Localização do Angosat-2 (Atualizado as 15:34 do dia 21 de Novembro de 2022)

MAIS: Angosat-2 vai poupar mensalmente mais de 15 e 30 milhões de dólares aos cofres do Estado

Com 15 anos de tempo de vida útil, o Angosat-2 tem ainda seis “transponders” na Banda C, 24 na Banda KU e, como novidade, um retransmissor na Banda KA.

Trata-se de um satélite de Alta Taxa de Transmissão (HTS), com peso total de 2 toneladas, preparado para disponibilizar 13 gigabytes em cada região iluminada (zonas de alcance do sinal do satélite).

O satélite vai cobrir o continente africano, com maior ênfase para a região sul, e parte significativa do sul da Europa.

De informar ainda que o Angosat-2 está a ser acompanhado e operacionalizado a partir do Centro de monitorização de satélites, instalado na Funda (Luanda)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui