Exportações de chips para a Rússia caíram 90% após as restrições

0
417

A guerra da Rússia contra a Ucrânia tem originado várias consequências que nunca haviam sido vistas antes. O país dirigido por Vladimir Putin tem sofrido pesadas penalizações e bloqueios, o que tem condicionado significativamente a sua evolução económica e tecnológica. Um dos setores mais afetados pelos bloqueios aplicados por outras nações é o dos componentes. E de acordo com as mais recentes informações, as exportações de chips para a Rússia caíram 90% depois destas mesmas restrições.

As exportações globais de semicondutores para a Rússia caíram 90% desde que os Estados Unidos e aliados impuseram controles de exportação a Moscovo por causa da invasão da Ucrânia, disse a secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo, nesta quarta-feira.

A dirigente disse ainda, durante uma conferência anual do Departamento do Comércio, que os bloqueios implementados ao setor aeroespacial da Rússia estão a prejudicar a sua capacidade de gerar receita e de apoiar a aviação militar. A secretária adianta que “a Rússia pode ser forçada a parar entre metade a dois terços dos seus aviões comerciais nos próximos quatro anos para os canalizar para peças de reposição

A executiva também voltou a ameaçar o fecho da SMIC, a maior fabricante de chips da China, caso se prove que a empresa está a fornecer chips para a Rússia.Embora as autoridades dos EUA tenham dito anteriormente que a China estava geralmente cumprindo as restrições, Washington prometeu monitorar de perto o cumprimento e aplicar rigorosamente os regulamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui