Finalistas dos Prémios Menos Fios: Os melhores jogos de 2014 em Angola

2784

Nós fizemos a lista. Verificamos os votos duas vezes. Nós sabemos qual jogo foi bom e qual jogo foi mau. Os prémios dos vídeo jogos estão a vir para a Angola com a primeira edição de sempre dos prémios Menos Fios e com eles a nossa distinção do que foram os melhores jogos de 2014.

mf

Já há bastante tempo que aqui no Menos Fios queríamos poder, a imagem do que se faz por todo o mundo, podermos distinguir no final de cada ano os melhores jogos que rodaram nos sistemas de jogo um pouco por toda Angola. Por diversas razões não nos foi possível sequer tentar fazer algo do género quer em 2012 quer em 2013, mas como se costuma dizer á terceira é de vez e com a ajuda dos leitores fomos podemos dar luz aos prémios Menos Fios.

São quase 100 jogos no total votados entre as 10 categorias mas apenas os melhores entre os melhores é que podem atingir o pódio de cada categoria e aqui estão os grandes finalistas :

melhor shooter

Call of Duty – Advanced Warfare
Far Cry 4
Borderlands : The Pre-Sequel

Boderlands: The Pre-Sequel é um bom jogo. É divertido e ao mesmo tempo desafiante se bem que foi claramente feito com o multiplayer em mente e a falta de inovação em relação ao seu titulo anterior são falhas que danificam as possibilidades deste jogo ganhar.

Far Cry 4 soube dar um seguimento ao grande sucesso de Far Cry 3 e nos oferecer um jogo ainda melhor que embora tenha uma historia relativamente fraca a quantidade de missões e actividades secundarias que nos oferece deixa-nos constantemente ocupados e desafios pela frente.

Call of Duty – Advanced Warfare em single player é sinónimo de bons gráficos, boa historia e boa jogabilidade. Embora CoD seja um jogo que prima pelo multiplayer este ano trás uma das melhores experiências single player da historia deste franquia mas que continua a sofrer do mesmo grande defeito dos títulos passados : é bastante pequeno.

melhor rpg

Dragon Age : Inquisition
Divinity: Original Sin
South Park: The Stick of Truth

South Park : The Stick of Truth é um dos jogos mais criativos que tivemos este ano. Desde novas mecânicas de combate à forma genial de como o jogador é transportado para o universo de South Park e toma parte de uma história hilariante recheada do humor. São muitos os detalhes de profunda criatividade e boa disposição que são demonstrados neste jogo. No entanto o facto de ser um jogo recheado de humor faz com que muitos jogadores não o levem assim tão a sério.

Divinity: Original Sin é um jogo clássico e inovador ao mesmo tempo. Apesar de não ter uma história tão boa quanto se seria de esperar para um jogo deste género é na sua jogabilidade magnifica que o  jogo tem a força. Embora seja um jogo que nos faz sentir que estamos a jogar uma mistura de Final Fantasy Tatics e de Baldurs Gate 2 os detalhes de inovação do sistema de combate (que incluem a necessidade de se misturar os elementos do fogo, gelo, bii e electricidade com terreno) faz com que este jogo seja bastante prazeroso de se jogar.

Dragon Age : Inquisition foi um dos jogos mais antecipados de 2014 e com toda a razão. Com conteúdo suficiente para quase 200 horas de jogos em single player, cerca de 40 finais diferentes, um imenso mundo para se explorar e um gameplay viciante e variado. Este é um dos pesos pesados deste ano, isto é apesar de uma historia que não está ao nível do resto do jogo e um sistema de montada que é deveras fraco.

melhor rts

Valkyria Chronicles
Endless Legend
The Banner Saga

The Banner Saga é uma experiência única. Neste jogo para além de controlares as tuas unidades em batalha tens que igualmente gerir a tua caravana enquanto viajas pelo mundo fora. Gerir os alimentos e a moral quer das tuas tropas quer dos civis enquanto todo o tipo de situações ocorrem é um desafio bastante interessante. Apesar de a isso se juntar um estilo gráfico delicioso, o nível gráfico não é tão bom assim e a historia principal do jogo não só não acaba quando o jogo acaba como deixa a desejar um pouco, apesar da sua originalidade.

Endless Legend é um grande marco no seu género 4X turn-based strategy. Apesar deste ano terem saído vários jogos com qualidade deste género, a capacidade de dar aos jogadores o que já estão habituados com altíssima qualidade e ainda ser capaz de inovar e evoluir o seu género é algo de aplaudir. A isso ainda se junta um mundo bastante interessante e uma historia que chega a conseguir prender o jogador. No entanto, apesar do número de jogos do género que saíram este ano o 4x turn-based strategy não é um estilo de jogo muito famoso tendo como alvo um público constituído por um estilo de jogador muito especifico.

Valkyria Chronicles é um grande clássico de 2008 da PS3. Este ano o jogo finalmente ganhou uma versão para PC. Imagina o que seria transformar XCOM: Enemy Unkknowed em um anime e podes ter uma ideia geral do que este jogo é. Alias boa parte do jogo é passado a se ver varias cenas de anime enquanto a história do jogo se desenrola, a outra parte é passada no campo de batalha num estilo de jogo bastante próximo ao XCOM, capaz de desafiar bastante o jogador. No entanto o jogo já tem 6 anos desde que foi lançado originalmente e o nível gráfico esta abaixo do da geração de jogos actual.Como seria de esperar, não é um jogo verdadeiramente inovador para os dias de hoje sendo visto principalmente como um jogo para fans de anime e estratégia.

melhor accao

Middle-earth: Shadow of Mordor
Bayonetta 2
Grand Theft Auto V

Grand Theft Auto V é um jogo no qual é difícil não se ter ao menos já ouvido falar devido a imensa popularidade que a franquia tem. GTA V apesar de ter saído o ano passado somente para as consolas da geração anterior foi o grande vencedor em quase todos prémios de jogos do ano passado. Se o jogo já era excelente este ano ao ser lançados nas consolas de nova geração ficou ainda melhor, tendo não só melhores gráficos com mais missões, mais personagens e ainda melhor jogabilidade. Apesar de não deixar de ser um jogo que tem originalmente mais de um ano e este ano só ter saído para a PS4 e XBox One, não deixa de maravilhar todos os jogadores.

Bayonetta 2 é o Devil May Cry ou o God of War deste ano. Um jogo onde a deliciosa acção frenética é acompanhada pela utilização rápida e hábil dos botões do comando para atingir o melhor combo possível e o combate contra os bosses é tão épica é quanto difícil. No entanto apesar de um estilo gráfico bem sensual  é um exclusivo da Wii U que é uma consola da geração anterior que é normalmente vista como uma consola familiar e cuja a venda no nosso território não é assim tão alta.

Middle-earth: Shadow of Mordor seria o resultado se Batman Arkham City e Assassin Creed tivessem um filho. Um filho capaz de perfeitamente competir e até possivelmente superar os seus pais. Uma nova abordagem ao universo de Senhor dos Anéis com uma história nunca antes contada, atraiu milhares de fãs de Tolkien .A qualidade e inovação do jogo conseguem transportar o jogador para um mundo vibrante que reage de forma nunca vista com o jogador. No entanto um estilo de jogo que acaba por ser repetitivo e a relativa facilidade do jogo a partir de um ponto são pontos negativos que se encontram nesta viagem as terras de Sauron.

melhor indie

This War Of Mine
Divinity: Original Sin
Banner Saga

The Banner Saga é uma experiência única. Neste jogo para além de controlares as tuas unidades em batalha tens que igualmente gerir a tua caravana enquanto viajas pelo mundo fora. Gerir os alimentos e a moral quer das tuas tropas quer dos civis enquanto todo o tipo de situações ocorrem é um desafio bastante interessante. Apesar de a isso se juntar um estilo gráfico delicioso, o nível gráfico não é tão bom assim e a historia principal do jogo não só não acaba quando o jogo acaba como deixa a desejar um pouco, apesar da sua originalidade.

Divinity: Original Sin é um jogo clássico e inovador ao mesmo tempo. Apesar de não ter uma história tão boa quanto se seria de esperar para um jogo deste género é na sua jogabilidade magnifica que o  jogo tem a força. Embora seja um jogo que nos faz sentir que estamos a jogar uma mistura de Final Fantasy Tatics e de Baldurs Gate 2 os detalhes de inovação do sistema de combate (que incluem a necessidade de se misturar os elementos do fogo, gelo, bii e electricidade com terreno) faz com que este jogo seja bastante prazeroso de se jogar.

This War of Mine é algo de novo e bem diferente do que estamos acostumados. Trata-se de um jogo de guerra como tantos outros que já existem, mas neste jogo em vez de controlares soldados no rumo á vitoria, controlas um grupo de sobreviventes no rumo à sobrevivência. O objectivo do jogo é simples : sobreviver a guerra, mas conseguir o fazer é complexo e complicado e por vezes uma questão de sorte. Trata-se de um jogo bastante realista onde a capacidade de adaptarmos o nosso pensamento é a chave e a luta contra o desespero essencial. Este jogo no entanto não ter verdadeiramente um fim ou sequer uma historia principal propriamente dita.Sempre que se inicia um jogo é nos dado um local de forma aleatória com sobreviventes também totalmente aleatórios de após sobrevivermos a guerra (que pode tanto pode durar 1 dia como durar 1 ano) voltamos a fazer tudo de novo.

Melhor free to play

Smite
ArcheAge
Hearthstone

Hearthstone é, sem sombra de duvidas, o jogo de cartas coleccionáveis para computador mais popular na actualidade. Apesar do colosso Magic The Gathering também ter as suas versões electrónicas é na sua componente física que está o seu forte o que deixa o jogo da Blizzard livre para dominar a internet. Com uma mecânica de jogo bem simples e fácil de entender é surpreendentemente viciante e difícil de dominar na sua totalidade. Apesar da sua popularidade e do divertimento que proporciona aos jogadores não deixa de ser um jogo de cartas.

ArcheAge é um dos grandes MMORPG do momento e é totalmente grátis. Isto é grátis para jogar porque o jogo obriga o jogador a pagar uma mensalidade para que este consiga ser competitivo e ter acesso a tudo que o jogo tem para oferecer. Para além do factor monetário, o jogo teve aquele que é considerado por muitos um dos piores lançamentos da historia dos vídeo jogos, sem duvida o pior da historia recente ultrapassando até o mau lançamento de Diablo 3. Apesar dos lados negativos o jogo oferece muito e requer pouco, desde gráficos de nível superior para jogos grátis a um sistema de classes extremamente variado chegando ao incrível numero de 120 classes diferentes. Para além dos gráficos e da variedade de classes o jogo é uma excelente mistura de 2 estilos de MMOs diferentes, o Theme Park e o Sand Box, ou seja o jogo dá te um caminho para percorreres com missões e objectivos pré-definidos mas depois lança-te no mundo para fazeres o que quiseres, quando quiseres e da forma que quiseres, bem ao bom estilo de Eve Online .

Smite é um daqueles jogos que é difícil de classificar. É sem duvida um MOBA que nem o League of Legends, aliás muitas das suas mecânicas e sistemas são bem parecidos as do jogo mais jogado da actualidade, mas ao colocar a câmera em terceira pessoa o jogo quebra com o que se pode considerar a jogabilidade normal de um MOBA e quase que transforma o jogo num jogo de acção. Esta mistura não só é bem conseguida como torna o jogo refrescante e bastante viciante e as politicas efectivas de luta contra o mau comportamento dos jogadores ajuda em muito na criação de uma boa comunidade. O jogo no entanto, apesar de já ter angariado mais de 2 milhões de dólares para prémios para o seu primeiro campeonato mundial, não chega nem perto da popularidade de League of Legends ou de Dota 2 cujo o ultimo mundial deu prémios no valor total de 10 milhões de dólares.

melhor old

Assassin´s Creed : Rogue
Dark Souls II
Bayoneta 2

Bayonetta 2 é o Devil May Cry ou o God of War deste ano. Um jogo onde a deliciosa acção frenética é acompanhada pela utilização rápida e hábil dos botões do comando para atingir o melhor combo possível e o combate contra os bosses é tão épica é quanto difícil. No entanto apesar de um estilo gráfico bem sensual  é um exclusivo da Wii U que é uma consola da geração anterior que é normalmente vista como uma consola familiar e cuja a venda no nosso território não é assim tão alta.

Dark Souls II é a segunda edição do popular jogo Dark Souls e tal como a sua edição anterior é um jogo bem conhecido pela sua dificuldade . O ambiente fantástico o qual só os jogadores mais bravos são capazes de enfrentar durante uma noitada inteira sem se sentirem deprimidos (e provavelmente bastante derrotados) no dia seguinte  é um dos pontos igualmente característicos deste jogo. Embora a versão para PC tenha sido de qualidade inferior a sua versão para as consolas da geração anterior está muito bem conseguida premiando bastante quem ainda tem por exemplo uma PS3 .

Assassin´s Creed : Rogue é o “outro” Assassin´s Creed lançado este ano, mas a sua qualidade é de tal forma elevada que muitos consideram que este é de facto o AC deste ano  e tem a história de jogo e a inovação aliada a jogabilidade e ao desafio para talvez ser  merecedor dessa consideração. Com tanto de mal a ser dito em relação ao mau lançamento da Ubisoft para PC de Assassin´s Creed : Unity e os inúmeros bugs deste jogo , é normal que as pessoas se virem para o “outro” AC deste ano e se sintam agradavelmente surpreendidas isto é as pessoas que ainda tiverem uma PS3 ou uma Xbox 360 porque este jogo infelizmente só saio para as consolas da geração anterior.

melhor nova

Grand Theft Auto V
Rayman Legends
Minecraft

Minecraft é o estilo de jogo que agrega muito amor e muito ódio por parte da comunidade gamer mundial. Não se pode negar a imensa popularidade que o jogo tem nem o quanto consegue ser viciante  construir o quer que nos apeteça construir e nos divertimos numa imensa boa comunidade. Por outro lado muitos são também os jogadores que criticam o jogo por ter mais pixeis á mostra que jogos de há 10 anos atrás e que boa parte do jogo é passado a partir blocos com uma picareta a busca dos recursos que se precisa. No entanto a possibilidade de construir o quer que seja que a tua mente consiga imaginar e a tua habilidade construir é algo bastante atractivo.

Rayman Legends é uma obra de arte e , desculpem me Mario e Sonic, o melhor jogo de plataformas feito até hoje. Desde uma jogabilidade fantástica à uma quantidade de níveis estrondosa e uma extraordinária variedade de inimigos sem contar com um modo online bastante sólido o jogo tem de tudo quanto um jogador de jogos de plataformas poderia querer. Apesar de ser sem duvida o jogo topo do seu género é um jogo que saiu o ano passado para PC e só este ano para consolas da nova geração.

Grand Theft Auto V é um jogo no qual é difícil não se ter ao menos já ouvido falar devido a imensa popularidade que a franquia tem. GTA V apesar de ter saído o ano passado somente para as consolas da geração anterior foi o grande vencedor em quase todos prémios de jogos do ano passado. Se o jogo já era excelente este ano ao ser lançados nas consolas de nova geração ficou ainda melhor, tendo não só melhores gráficos com mais missões, mais personagens e ainda melhor jogabilidade. Apesar de não deixar de ser um jogo que tem originalmente mais de um ano e este ano só ter saído para a PS4 e XBox One, não deixa de maravilhar todos os jogadores.

melhor pc
The Talos Principle
Hearthstone
The Banner Saga

The Banner Saga é uma experiência única. Neste jogo para além de controlares as tuas unidades em batalha tens que igualmente gerir a tua caravana enquanto viajas pelo mundo fora. Gerir os alimentos e a moral quer das tuas tropas quer dos civis enquanto todo o tipo de situações ocorrem é um desafio bastante interessante. Apesar de a isso se juntar um estilo gráfico delicioso, o nível gráfico não é tão bom assim e a historia principal do jogo não só não acaba quando o jogo acaba como deixa a desejar um pouco, apesar da sua originalidade.

Hearthstone é, sem sombra de duvidas, o jogo de cartas coleccionáveis para computador mais popular na actualidade. Apesar do colosso Magic The Gathering também ter as suas versões electrónicas é na sua componente física que está o seu forte o que deixa o jogo da Blizzard livre para dominar a internet. Com uma mecânica de jogo bem simples e fácil de entender é surpreendentemente viciante e difícil de dominar na sua totalidade. Apesar da sua popularidade e do divertimento que proporciona aos jogadores não deixa de ser um jogo de cartas.

The Talos Principle é uma obra de arte entre os first person puzzle games. Uma aventura profundamente filosófica que obriga os jogadores a levarem a sua mente ao seu limite de raciocínio e criatividade para conseguir prosseguir numa história capaz de intrigar e surpreender quase qualquer jogador. Infelizmente este estilo de jogo já teve melhores dias de reputação e hoje em dia, muito por culpa do youtube, é visto por muito mais como um estilo de jogo mais casual e não tão serio assim.

Melhot do ano

???
???
???

Os finalistas do Melhor Jogo do Ano serão apenas revelados no próximo ano, ou seja, amanhã quando os vencedores de cada uma das outras categorias for revelado. A razão pela qual preferimos só revelar-vos amanhã, deve-se ao facto de que todos estes jogos não só fazem parte de outras categorias como são os vencedores destas categorias pelo que os revelar agora iria estragar a vossa antecipação e a surpresa de amanhã .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui