Físico Stephen Hawking morre aos 76 anos

0
2788

O físico britânico Stephen Hawking, morreu nesta quarta-feira, aos 76 anos, segundo informou sua família. Com sua morte, desaparece um dos cientistas mais conhecidos do mundo e também um dos divulgadores da ciência mais populares das últimas décadas.

Há décadas paralisado e restringido a uma cadeira de rodas, o cientista, que sofria de esclerose lateral amiotrófica, perdeu em 2013 os movimentos faciais que lhe permitiam comunicar. Com 21 anos, após uma queda de patins, foi-lhe diagnosticada esta doença degenerativa, que iria progressivamente paralisar os seus músculos.

Nascido em 8 de janeiro de 1942 em Oxford, no Reino Unido, Hawking era considerado um dos cientistas mais influentes do mundo desde Albert Einstein, não só por suas decisivas contribuições para o progresso da ciência, como também por sua constante preocupação em aproximar a ciência do público e por sua coragem de enfrentar a doença degenerativa de que sofria e que o deixou em uma cadeira de rodas e sem capacidade para falar de maneira natural.

Numa entrevista à BBC, em 2015, disse que viveu mais do que esperava, mais do que a ciência previu. E continuava activo.

Sentir-me-ia condenado se morresse sem antes desvendar mais e mais do universo”.

Entre a astrofísica e a física quântica, o seu trabalho estendeu-se das origens do universo, aos misteriosos buracos negros ou à fantástica perspetiva das viagens no tempo. Para além das inúmeras aparições na televisão e no cinema, a vida e legado de Hawking foram levados em 2014 ao grande ecrã no filme biográfico “A Teoria de Tudo“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui