Gigantes da tecnologia oficializam luta contra Donald Trump

0
1595

As maiores empresas de tecnologia da América decidiram entrar na luta legal contra a proibição imposta pelo presidente Norte Americano, Donald Trump, afectando imigrantes de origem Muçulmana.

Pelos vistos a união faz mesmo a força, 97 empresas decidiram se “rebelar”, dentre elas a Apple, Facebook, Twitter, Netflix, Uber e  Microsoft, apresentaram uma acção judicial ontem, declarando que a ordem executiva sobre imigração “viola as leis de imigração e Constituição.
De recordar que um juiz conseguiu bloquear a ordem executiva do presidente, restabelecendo assim o direito dos imigrantes viajarem livremente. Houve ainda um pedido de emergência do governo dos EUA para retomar a proibição de viagens, sem sucesso.

A polémica ordem executiva de Donald Trump impede que cidadãos de sete países de maioria muçulmana entrem nos Estados Unidos por 90 dias e que todos os refugiados sejam impedidos de entrar por 120 dias.

Por que as empresas de tecnologia estão preocupadas?

No documento oficial as empresas deixaram claro:

Os imigrantes fazem muitas das maiores descobertas da nação e criam algumas das empresas mais inovadoras e icônicas do país

Não é o primeiro movimento legal feito por empresas de tecnologia sobre a proibição de Trump. A Amazon  e a Expedia apresentaram moções na semana passada no processo do procurador-geral de Washington. Eles argumentaram que a ordem de imigração vai prejudicar seus funcionários e os seus negócios.

O CEO da Uber, Travis Kalanick, abandonou na quinta-feira o conselho consultivo de negócios da Trump, por causa dessa proibição.

Apenas o CEO da Tesla, Elon Musk continua “do lado de Trump”, defendeu a sua decisão de participar do conselho consultivo, dizendo que é melhor estar no interior, onde ele pode convencer Trump em questões como a imigração e as alterações climáticas.

Bom, Trump conseguiu ganhar mais alguns inimigos… veremos como termina essa história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here