Google apresenta “smartphone de papel” para combater o vício em tecnologia

406

O Google, em parceria com o Special Projects – escritório londrino de design de produtos, anunciou um novo aplicativo que envolve a impressão de informações que, normalmente, poderiam ser acessadas por um smartphone.

Chamado de Paper Phone, o novo aplicativo é capaz de reunir as principais informações do smartphone do usuário, de tarefas, jogos, números de contacto e QR Codes, e imprimir em uma única folha de papel junto com pequenas marcas de dobradura; essas, voltadas a deixar a folha mais compacta, com o tamanho de praticamente, adivinhe: um smartphone.

Uma vez instalado, tudo estará pronto. Basta escolher a funcionalidade que deseja que o seu aparelho tenha, e os aplicativos apropriados serão impressos em um pedaço de papel A4, pronto para você dobrar e embolsar.

A ideia é manter a funcionalidade essencial – saber onde você deve estar no calendário diário, ter os números de telefone das pessoas em mãos, saber o clima etc. – sem as distrações inevitáveis que os smartphones trazem.

De acordo com Emma Turpin, líder do Google Creative Lab, a invenção foi criada como uma solução alternativa a ter que carregar o telefone o dia todo e, por consequência, checá-lo incessantemente, isso alimenta o vício. Logo, até por conta do seu espaço de impressão limitado, os “aplicativos” e informações impressas podem ter prazo de validade: 1 dia, sendo necessário imprimir outra página no dia seguinte.

A iniciativa foi desenvolvida em parceria com o estúdio de design de produtos Special Projects, de Londres, e que reforça o objectivo principal de apresentar uma opção de desintoxicação virtual.

“Muitas das pessoas com quem conversamos sobre isso ficaram horrorizadas com a ideia de deixar o seu smartphone para trás”, contou Adrian Westaway, director de tecnologia do estúdio.

Westaway ainda comenta que o Paper Phone foi inspirado nos clássicos diários e agendas, que hoje são popularizados como “planner”. Então, a iniciativa teve como desafio encontrar um balanço entre a praticidade do smartphone com um elemento de prazer, que seria a visualização em papel.

O aplicativo ainda está em testes, mas já pode ser baixado por todos os usuários Android.