Governo vai investir nas tecnologias ligadas à televisão digital e à escola virtual

1118

O Governo Angolano vai investir nas tecnologias ligadas à televisão digital, à escola virtual e ao satélite angolano, segundo ministra da Ação Social, Família e Promoção da Mulher, Ana do Sacramento Neto.

A dirigente que falava na plenária da sexagésima sétima sessão da Comissão Sobre o Estatuto da Mulher, que decorre em Nova Iorque, disse que Angola vai apostar numa sociedade de inovação tecnológica, acompanhando assim o desenvolvimento na área das novas tecnologias.

Ana do Sacramento Neto frisou que a aposta traduz-se também na implementação de projetos de reabilitação das infraestruturas das telecomunicações, comunicações rurais, Angola Online e as tecnologias, para garantir a criação de um ambiente digital seguro.

No âmbito do plano da inovação e mudança tecnológica, o Governo angolano implementou o programa de promoção da inovação e transferência de tecnologia que integra projetos de inovação start“, disse a Ministra.

Destacou ainda o programa de incubação e a criação de incubadoras de empresas em algumas instituições do ensino superior, envolvendo a participação das mulheres.

MAIS: Africell vai fornecer serviços de televisão digital e dinheiro móvel

Ana do Sacramento Neto avançou que o satélite angolano, denominado ANGOSAT-2, cuja operacionalização conta com a participação de mulheres, vem gerando excelentes oportunidades em matérias espaciais.

Esclareceu que no subsistema do Ensino Superior e ao desenvolvimento da investigação científica têm sido implementados programas e projetos de promoção da equidade do género e do empoderamento das mulheres.

Como resultado, realçou que o acesso de mulheres e meninas às novas tecnologias de informação e educação digital registou um aumento no que respeita aos cursos de Engenharia e Ciências da Computação.

O nosso Governo olha com preocupação para as mulheres e meninas que se encontram no meio rural, porque não acompanham as dinâmicas sociais no mesmo ritmo que as do meio urbano”, esclareceu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui