Huambo: Falta de internet dificulta arrecadação de receitas via RUPE e Portal do Munícipe

0
855

A falta de internet e de energia eléctrica tem dificultado a arrecadação de receitas a partir da plataforma de Referência Única de Pagamento ao Estado (RUPE) e do Portal do Munícipe, na província do Huambo, algo que a secretária de Estado das Finanças para o Orçamento e Investimentos Públicos, Aia-Eza da Silva, já tinha alertado a meses atrás.

Segundo o que foi revelado pelo delegado das Finanças na província do Huambo, João Bastos, falando para a ANGOP, , diz que esse constrangimento está a se verificar, na maioria das vezes, em algumas  administrações municipais e instituições do ensino geral e universitário daquela província, onde ainda informa que esses incovenientes são os principais problemas para a implementação dos instrumentos em causa, com vista a arrecadação de receitas através de taxas de emolumentos cobradas aos utentes.

MAIS: [Angola] Portal do Munícipe sem emissão de documentos online

Para o delegado provincial, embora que não entrou em detalhes, disse ainda existir administrações municipais sem condições de energia e internet para que a arrecadação de receitas, através do Portal do Munícipe seja efectiva, uma situação que se coloca igualmente em algumas instituições de ensino geral e universitário, para garantir o normal funcionamento do RUPE.

A par dessas dificuldades, João Bastos, considerou satisfatórios os resultados alcançados, propriamente em arrecadação de receitas durante o ano de 2021, com um total de 514 milhões de Kwanzas, contra os mais de 120 milhões, do igual período anterior.

Ainda em entrevista para a agência angolana, o delegado das Finanças que a sua instituição vai continuar a trabalhar junto das referidas instituições, no sentido de se ultrapassar as mesmas dificuldades, de modo a se elevar as  taxas em termos de arrecadação de receitas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui