IA poderá ser tão poderosa quanto armas nucleares, diz ex-Google

989

O antigo CEO da Google, Eric Schmidt, considera que o impacto da Inteligência Artificial (IA) na indústria do armamento será tão poderoso quanto foi a chegada das armas nucleares.

Em declarações à Wired, Schmidt – hoje em dia um dos membros do Conselho de Inovação de Defesa dos EUA – comentou que o Pentágono tem sido mais lento do que o desejável a adotar esta nova tecnologia. Notar que sistemas de IA têm sido implementados em drones, tornando-os adições temíveis a conflitos armados.

MAIS: Parlamentar dos EUA faz discurso criado com Inteligência Artificial

“O Einstein escreveu uma carta a Roosevelt nos anos 1930 a descrever uma nova tecnologia – as armas nucleares – que podia mudar a guerra, o que claramente aconteceu. Considero que a autonomia e descentralização de sistemas distribuídos [alimentados por IA] podem ser tão poderosos quanto”, notou o antigo executivo da Google.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui