Angosat-2 vai permitir o controlo de derrames de combustíveis

1028

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira adiantou recentemente que o sector está a desenvolver um projeto para controlar a invasão nos rios e o possíveis derramamentos de combustível a exploração de petróleo, a partir do Angosat-2.

Com o Angosat-2 e o projeto de observação da Terra que temos em curso, será possível controlar o ambiente, incluindo a migração de animais, a queima de incêndios florestais, que é um fenómeno que acontece em toda a África, bem como o controlo de estradas e projetos de desenvolvimento ferroviário, planeamento urbano, urbanização de vilas, cidades e migração“, informou.

Em termos de telefonia móvel, disse, que em Angola cobre apenas cerca de 51% do território nacional, representando uma margem de crescimento significativo.

MAIS: Angosat-2 vai disponibilizar preços competitivos na comercialização dos seus serviços

Acrescentou que existe uma tecnologia chamada tecnicamente de Operadoras de Redes Virtuais Móveis (MVNOs), que incentivamos as operadoras a utilizar, que envolve operadoras móveis virtuais que se somam a uma operadora móvel tradicional.

O ministro ressaltou ainda que a nível das tecnologias de informação também está a incentivar as principais operadoras e os criadores, que possam surgir entre os jovens, a criarem plataformas que sirvam o mercado nacional, a economia nacional e as empresas nacionais.

Os nossos jovens angolanos são altamente criativos, mas por vezes não têm o espaço necessário para desenvolver a sua criatividade“, enfatizou.

Falou que em termos de pessoas capacitadas, o sector supervisiona o Instituto de Telecomunicações, que tem um centro de treinamento no seu distrito, o CFITEL, centro que dá até certificações Cisco, Huawei e Microsoft.

De acordo ainda com Mário Oliveira, os técnicos formados no referido centro têm a oportunidade de serem certificados por esses grandes fabricantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui