INAPEM defende empoderamento das startups em Angola

1113

Não é novidade que as startups estão dominando o mercado angolano. Segundo os últimos números, o número de startups cadastradas dobrou entre 2012 e 2017, onde na opinião de Braúlio Augusto, Administrador Executivo do Instituto de apoio às Micro Pequenas e Médias Empresas (INAPEM), defende o empoderamento das startups no país.

O gestor que falava no evento alusivo a “Semana Global do Empreendedorismo“, reiterou ainda que “é urgente a necessidade de aproximar o INAPEM, enquanto instituição do Estado às diferentes Startups que nascem todos os dias no País, com vista a garantir a visibilidade e segurança, tal como o apoio institucional da parte do Estado, a posicionar-se como facilitador”, para melhoria do ambiente de negócios no País e da diversificação da economia nacional.

Discursando para uma plateia composta por essencialmente por jovens estudantes, empreendedores e jovens gestores, Braúlio Augusto salienta também que às iniciativas ligadas ao empreendedorismo devem ser sustentáveis para salvaguardar a evolução do ecossistema das emergentes em Angola.

MAIS: Formadores capacitados em Negócios Digitais pelo INAPEM

De informar que na última semana comemorou-se a Semana do Empreendedorismo, que é um grande movimento que acredita na causa do empreendedorismo como capaz de gerar desenvolvimento econômico-social e transformar realidades, e busca, por meio da sua rede, da media e do ecossistema empreendedor conectado e ativado, promover melhorias no ambiente empreendedor nacional.

Durante essa semana, o objetivo principal foi levar grandes oportunidades para um número crescente de pessoas, envolvendo toda a sociedade, inspirando, capacitando e conectando, rumo a uma Angola cada vez mais empreendedora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui