Investimento nas startups angolanas é muito baixo, revela INAPEM

793

O investimento nas startups angolanas é ainda muito baixo, revelou o administrador do Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (INAPEM), Bráulio Augusto.

Falando à margem da conferência de apresentação da edição 2024 do Angola Startup Summit 2024 By Unitel, o dirigente informou que a taxa de efetivação de investimentos em projetos emergentes desenvolvidos pelas startups angolanas que participaram nas duas últimas edições evento esteve abaixo do esperado.

Tivemos, sim, algumas manifestações de interesse, mas, em termos da taxa de efetivação, ainda estamos abaixo daquilo que era esperado, temos de reconhecer isso. Estamos a trabalhar junto de parceiros privados que estão a movimentar esta classe”, disse o Administrador, em entrevista a revista Economia & Mercado.

Segundo Bráulio Augusto, atualmente existe um grande desafio ao atrair investidores para as startups angolanas, essencialmente, pela falta de conforto e a segurança jurídica necessária para fomentar o surgimento de ‘investidores-anjo’ com capacidade para apoiar a implementação e a escalabilidade de modelos inovadores.

MAIS: Startups argelinas vão participar no Angola Startup Summit 2024

O gestor reitera que marcos legais “acaba não só por trazer benefícios” para quem empreende (startup), como também para quem deseja investir”, mas “primeiro é importante consolidar” o quadro legal, que “é necessário” por conta do risco que estes negócios apresentam, adverte.

Por fim, garantiu que o INAPEM está a trabalhar para alinhar as iniciativas da oferta de oportunidades de investimentos e a procura de capital para a sua efetivação.

Queremos criar o melhor ambiente para que isso aconteça de forma mais tranquila e segura possível”, adiantou o administrador do Instituto Nacional de Apoio às Pequenas e Médias Empresas.

De informar que a 3ª edição do ANGOLA STARTUP SUMMIT by UNITEL, evento de empreendedorismo digital nacional e que irá acontecer nos dias 16, 17 e 18 de maio.

Para a edição de 2024, o ANGOLA STARTUP SUMMIT by UNITEL prevê juntar mais de 120 startups angolanas inovadoras, e vai voltar a trazer em debate variados empreendedores para mostrarem o potencial e abordar as oportunidades tecnológicas do mercado angolano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui