[Moçambique] O negócio das PME em aplicativo digital

1096

Tornar-se empreendedor e gerir pequenas e médias empresas não é tarefa fácil, mas é no meio dessas dificuldades que muitas pequenas e médias empresas surgem todos os dias, através de iniciativas de empresários que se estreiam no mundo dos negócios.

Embora o surgimento das PME tenha um papel importante na economia do país, gerir esse tipo de firmas pode ser complexo. Além disso, existem desafios dos pequenos empreendedores, um dos quais é a gestão das diferentes áreas que compõem o negócio.

Foi nesse contexto, diga-se, bastante complexo, que o jovem moçambicano Horácio Comé decidiu criar um aplicativo mobile denominado Daftari, que permite a uma equipa dispor, no dia a dia da sua atividade, de ferramentas de gestão de negócio.

O foco principal do Daftari são os pequenos negócios, nos quais não existem um computador ou pessoa tem alguma dificuldade em usá-lo. Pode ser uma barbearia, uma mercearia, um car wash ou qualquer coiss“, explicou Horácio Comé.

Daftari provém da língua Swahili e significa, em português, “caderninho”. Segundo Comé, a ideia é que os empreendedores usem o pequeno caderno para fazer anotações, através de ferramentas de gestão, para melhor controlo dos negócios.

Com a aplicação Daftari é possível fazer três coisas: uma gestão dos produtos ou serviços que tem por oferecer; a gestão das pessoas envolvidas no negócio ou da equipa que define diferentes permissões que se podem fazer (criar um produto, apagar um produto, adicionar mais alguém à equipa); e fazer gestão das vendas, que ocorrem no seu negócio, e esta última funcionalidade é considerada principal“.

MAIS:  [Moçambique] Jovem cria plataforma de crowdfunding para realizar sonhos

O jovem sustenta que todas essas funcionalidades disponíveis na plataforma “poderão melhorar significativamente” a gestão dos negócios, principalmente quando se trata de gestões de equipa, com vista a ter maior eficiência no desempenho das atividades.

Diferentemente das outras ferramentas, a Daftari permite que várias pessoas façam a gestão do negócio. Será possível que todas as pessoas com a aplicação instalada nos celulares tenham acesso aos dados atualizados em tempo real“, disse.

Por exemplo, conforme explica Comé, alguém pode estar na província de Inhambane, mas ter uma mercearia em Maputo. À medida que a pessoa que está em Maputo, numa mercearia, vai lançado produtos e serviços e fazendo vendas a pessoa que tem o celular em Inhambane fica, automaticamente, a saber de tudo o que está acontecer.

Horácio Comé revela que a pretensão de facilitar a vida das PME não termina por aqui.

Mais para frente, o Daftari vai incluir, no seu sistema, as pessoas que estão interessadas no negócio, produtos ou serviços para uma interação direta“, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui