[Moçambique] Projeto de energia solar em Tete poderá ser instalado em 2024

2146

A empresa londrina Ncondezi Energy afirma que os resultados iniciais de um estudo de viabilidade do projeto integrado de enrgia solar de 300 megawatts, na província de Tete, poderá ser instalado em 2024, dada a existência de luz solar suficiente.

Numa declaração divulgada recentemente, através da Bolsa de Londres, a emptresa revela que estudos preliminares confirmaram a existência de uma fonte solar de 1980kwh/m2, “excelentes resultados de irradiação”.

O rendimento energético, de acordo com a empresa, é superior a 2000kwh/kwp, revelando a existência de um potencial desempenho.

De acordo com o diretor executivo da Ncondezi, Hanno Pengilly, “os resultados iniciais do estudo do projeto solar são muito positivos, confirmando a excelente localização do projeto para a geração solar, sem identificação de bandeiras vermelhas”.

Com a conclusão do estudo de viabilidade nos finais do mês em curos (setembro), espera se avançar com a finalização do modelo financeiro do projeto”.

MAIS: Moçambique: Central Solar de Malindi leva energia limpa para o Quénia

O modelo confirmará a oferta tarifária para potenciais parceiros. Já iniciaram as discussões com múltiplos potenciais parceiros e acreditamos que seremos capazes de oferecer uma solução energética atractiva, implementando tarifas competitivas”, explicou Pengilly.

A empresa planeia, igualmente, ligar o projeto à rede moçambicana de energia,incluindo clientes provenientes das Companhias Nacionais de Eletricidade na Áfica Austral (SAPP).

Estamos focados no fornecimento de energia fiável e acessível a Moçambique para satisfazer a sua crescente procura”, afirmou.

A empresa destaca o seu papel no cumprimento da estratégia energética traçada pelo Governo Moçambicano, que consiste em fornecer acesso universal à eletricidade até 2030.

Os nossos projetos forneceriam energia fiável e disponível, ajudando a colmatar a lacuna infraestrutural da região e servindo de catalisador para o desenvolvimento económico”, sublinhou.

O projeto solar enquadra-se na concessão mineira de Ncondezi de 5967 C, que abrange mais de 25.000 hectares nos distritos de Moatize e Chiúta, na província de Tete.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui