MultiChoice Africa Accelerator chega em Angola para apoiar às startups nacionais

700

O grupo sul-africano de media e tecnologias, Multichoice Enrichings Lives, anunciou recentemente o alargamento do programa de apoia às startups e pequenas empresas do ramo tecnológicos para Angola, denominado “MultiChoice Africa Accelerator”.

Segundo o que foi revelado através de um comunicado oficial, o programa é destinado a startups e pequenas empresas estabelecidas em sectores tecnológicos específicos que atuam em território nacional, como  healthtech, agritech, fintech, edutech, economia circular e indústrias criativas.

O MultiChoice Africa Accelerator é um programa de iniciativa do MultiChoice Innovation Fund, em colaboração com a incubadora de empresas C3 (Companies Creating Change) do Dubai, que oferece aos empreendedores acessos às ferramentas, competências e apoio financeiro para as empresas desenvolverem e expandirem os seus negócios, além de expo-los a uma rede de investidores globais.

Acreditamos que as PMEs nos sectores de tecnologia, sustentabilidade e criatividade serão fundamentais para a próxima fase do crescimento do continente e esta iniciativa destina-se a encontrar startups mais promissoras e capacitá-las para desempenharem este papel tão crítico“, disse Calvo Mawela, CEO do Grupo MultiChoice.

MAIS: MultiChoice “avança” para formações para impulsionar os criadores de conteúdo em África

Para tornar este programa ainda mais eficaz, o Grupo MultiChoice fez também, uma parceria com a EOH Group, uma empresa sul-africana especialista em serviços de tecnologia, que trará a sua experiência, especialmente em termos de consultória técnica, foco no desenvolvimento de projetos e apoio técnico.

Estamos muito entusiasmados por expandir o MultiChoice Africa Accelerator Programme para mais países africanos (inclusive Angola), faz parte do nosso compromisso de longo prazo com o crescimento e multiplicação do potencial tecnológico. Existe um talento empresarial incrível no continente e esta iniciativa é uma excelente oportunidade para investidores e pequenas empresas colaborarem e multiplicarem o impacto desse talento e dispersar por todo o continente“, garantiu.

Por outro lado, o Presidente do African Development Bank, Akinsumi Adesina, frisou que o “sector privado é um acelerador de crescimento”, e onde vários países africanos apoiam o desenvolvimento de pequenas empresas como parte da sua estratégia económica. O MultiChoice Africa Accelerator encaixa-se nesses objetivos de desenvolvimento.

De informar que com a adição de Angola ao programa, um maior número de pequenas empresas do sector tecnológico do país tem agora a oportunidade de beneficiar do programa, a partir da sua edição de 2023, que fornece as competências e oportunidades necessárias para atrair financiameneto empresarial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui