[Moçambique] Alargadas parcerias em investigação científica

999

Ética, integridade e cultura na investigação e estabelecimento do grupo de trabalho de ciência e tecnologia para o desenvolvimento foram os temas que marcaram recentemente, no Panamá, a 10ª reunião anual do Conselho Global de Pesquisa (GRC da sigla inglesa).

No encontro, com mais de 150 participantes, entre presenciais e virtuais, Moçambique esteve representada pelo Fundo Nacional de Investigação (FNI), através da sua diretora-geral, Vitória Langa de Jesus.

Sobre os ganhos, Vitória de Jesus destaca o reforço e estabelecimento de parcerias com várias nações e agendas com instituições congéneres de África, Ásia, América e Europa, com vista ao desenvolvimento da investigação científica e tecnologia no país.

MAIS: Moçambique produz a maioria de toda a investigação em ciências da saúde nos PALOP

Com o Brasil, o FNI estabeleceu contacto com a fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), com o plano de reativar um evento científico adiado devido à pandemia da Covid-19. Neste momento está em agenda a definição de três áreas de interesse comum.

Com a África do Sul, discutiu-se a necessidade de atualizar o memorando de entendimento, permitindo o acesso do FNI às oportunidades disponíveis neste país vizinho.

A delegação nacional empreendeu, igualmente, encontros com a Fundação de Pesquisa da Alemanha, onde discutiu a possibilidade de uma chamada conjunta em tecnologia para agricultura sustentável e outras áreas de interesse.

A 10ª reunião do GRC, que envolve mais de 92 instituições de 79 países, foi organizada pela Secretária Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação o Panamá e pela National Science Foundation (NFS) dos Estados Unidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui