Nigéria gastou cerca de US$ 6,6 bilhões em consumo de telecomunicações em 2016

3818

Os consumidores de telecomunicações na Nigéria gastaram cerca de US$ 6,6 bilhões em consumo de telecomunicações. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, pelo professor Umar Gaarba Danbatta, vice-presidente executivo da Comissão de Comunicações da Nigéria (NCC), durante o lançamento da iniciativa NCC Year of Consumer.

De acordo com o Danbatta, a NCC tem como objectivo informar e educar os consumidores com o intuito de proteger e capacitá-los a tomar as decisões certas este ano para o uso das telecomunicações.

“A NCC tem a tarefa de monitorar a qualidade do serviço e garantir que ele esteja em conformidade com o padrão aceitável”.

Adebayo Shittu, o ministro da Comunicação na Nigéria, destacou os compromissos assumidos pelo governo na formulação de políticas, enquadramentos e directrizes para procteger os consumidores de TIC. O ministro acrescentou ainda que, o governo nigeriano tinha activamente envolvido os principais interessados ​​para garantir a qualidade do serviço e os direitos dos consumidores.

“Nosso objectivo é o equilíbrio entre os direitos dos consumidores e os direitos à privacidade. Primamos também em facilitar consultas inter-governamentais em matéria de TIC para evitar disparidades desnecessárias nas estruturas e padrões de desenvolvimento na Nigéria”.

Segundo o ministro Shitu, as Telecomunicações desempenham um papel vital no processo de governança, negócios, educação e saúde. É por isso que a Nigéria está a intensificar a adoção das TIC para melhor responder às demandas dos cidadãos e melhorar a prestação de serviços para tornar a administração mais eficiente.

Em 2015, os consumidores das telecomunicações na Nigéria gastaram cerca de US $ 5,6 bilhões, valores que contribuíram para o possível sucesso no sector das TIC.

O nosso país tem a “fama” de ter as comunicações com um preço elevado. Será que o Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação em Angola disponibilizará dados semelhantes para compararmos com o resto dos países em África?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui