Nobel da Paz sugere televisão online para jovens da CPLP

0
1554

O Nobel da Paz, José Ramos-Horta, é da opinião que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) não vai ter uma grande dimensão económica e por isso sugere a criação de uma televisão “online” da lusofonia para os jovens dos nove Estados-Membros se conhecerem melhor.

O dirigente falava em uma entrevista gravada e exibida por vídeo no Vº Congresso da Associação para o Desenvolvimento Económico e Social (SEDES), que decorreu de Sexta-Feira a Domingo em Carcavelos, concelho de Cascais, Portugal.

Ramos-Horta discursava no painel sobre o futuro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que quando perguntado sobre a intenção da presidência rotativa angolana da organização lusófona de intensificar a sua componente económica, o Nobel da Paz lembrou que a dimensão económica da CPLP é defendida há muito, mas “a realidade entretanto impõe-se: a CPLP não vai ter uma grande dimensão económica“.

O ex-Presidente do Timor-Leste lembrou ainda que mesmo Portugal, que tem uma presença diplomática forte no seu país e que tem relações fraternas profundas com Díli, “não tem um grande investimento” no país.

Sentimentalismos à parte, cultura e romantismos à parte, cada um de nós tem de se habituar à sua região, como Portugal faz na União Europeia”, afirmou Ramos-Horta, acrescentando que Timor-Leste se prepara para aderir à Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), que actualmente é um mercado económico de 700 milhões de pessoas e com um PIB conjunto de quase três biliões de dólares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui