OTAN investe 30 milhões para implementar mecanismos de cibersegurança

1099

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) assinou acordos com duas empresas privadas, no valor de 30 milhões de euros, para acelerar a implementação de mecanismos de cibersegurança em toda a estrutura da Aliança Atlântica, divulgou hoje este organismo.

Os contratos, assinados com a empresa de tecnologia croata King ICT e a sucursal belga da empresa IBM, entram em vigor em 1 de fevereiro e têm uma duração base de dois anos, com mais um ano opcional.

Segundo a OTAN, estes acordos deverão assegurar a instalação de garantias de cibersegurança no seio da Aliança e uma melhor defesa das suas redes, razão pela qual o acordo constitui um “marco importante”.

A diretora de contratação de cibersegurança da agência, Rebecca Benson, destacou que os acordos fornecem “a flexibilidade para obter suporte imediato” contra-ataques informáticos.

Benson garantiu, citada num comunicado, que a OTAN vai utilizar os serviços de ambas as empresas vencedoras enquanto os projetos da Aliança o exigirem, ou caso “qualquer necessidade urgente” seja ativada.

Por este motivo, o contrato com a King ICT e com a IBM Belgium é de entrega e quantidade indefinida, de forma a adequar a prestação do serviço às necessidades da aliança.

Com este passo, a Aliança Atlântica espera elevar o papel desempenhado pelas estruturas dedicadas à cibersegurança no organismo, de forma a “absorver mais trabalho” e conseguir “uma posição mais forte para apoiar a ambiciosa Agenda 2030“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui