Pai da internet leiloa código que usou para criar a World Wide Web

2902

Tim Berners-Lee, também conhecido como o “pai da web”, ou “pai da internet”, vai leiloar, através da Sotheby, o código base que utilizou para pôr a funcionar o primeiro navegador de internet-World Wide Web (WWW).Tim Berners-Lee inventou a world wide web – a principal forma moderna como usamos a internet – em 1989. O inventor propôs uma forma de vincular diferentes partes de informações armazenadas nos primórdios da internet através de hiperligações e construiu o primeiro navegador e servidor da web. Na primeira página web descreveu a ideia: “Dar acesso universal a um grande universo de documentos.”

Agora, 32 anos depois da invenção que tornou possível a internet moderna, a casa de leilões Sotheby’s e o próprio Tim Berners-Lee venderam como cripto-ativo uma representação do que seria o código-fonte do protocolo, ou seja, uma espécie de certificado digital de propriedade que usa a mesma lógica de criptomoedas como o Bitcoin e o Ethereum.

O arremate foi feito na última quarta-feira (30), pelo valor de 2,9 milhões de libras – o equivalente à US$ 5,4 milhões. Com isso, o arrematante pode se considerar o único proprietário de uma versão autêntica do código original da internet.

Mas isso não significa que a internet passou a ter um proprietário, explica a Sotheby’s nos termos do leilão.

Segundo a empresa, o arremate equivale à compra de “um raro e significativo exemplar de livro, como a primeira edição manuscrita de A Origem das Espécies, de Charles Darwin. O advento de NFTs [tokens não-fungíveis, na sigla em inglês] tornou possível provar que arquivos digitais também podem ser originais”, informa. O comprador do ativo digital não significa qualquer mudança ou restrição no uso da internet ou dos protocolos que viabilizam a comunicação entre computadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui