Parlamentares lusófonos veem cibersegurança como “prioridade das prioridades”

561

O sector da cibersegurança foi considerado “prioridade das prioridades” no XVI encontro dos Quadros de Informática da Associação dos Secretários-Gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa (ASG-PLP), reunidos na cidade da Praia, em Cabo Verde.

Segundo Paula Lima, Secretária-Geral da Assembleia Nacional de Cabo Verde e que preside a instituição, o objectivo passa por “aumentar a troca de experiências, sobretudo no que tange à cibersegurança“, de modo a assinalar os desafios e as oportunidades das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na administração parlamentar em tempos de crise.

A dirigente indicou que os países da comunidade, bem como o panorama mundial, está a sair de uma crise pandémica, sanitária, económica e social, momento esse que deu-se para ver o grande impacto das TICs, permitindo que o “mundo parasse” na sua totalidade, ressaltando ainda a guerra na Ucrânia, que também obriga os parlamentares a aumentar as suas trocas de experiências, no sentido de melhorar a agenda de trabalho.

Um outro sector discutido no encontro da ASG-PLP foi o armazenamento de dados em sistema de nuvens, isto é, cloud, que para Paula Lima, os parlamentos actuais tem “algum défice”, onde é urgente melhorar.

Portanto, nada melhor do que troca de experiências, investir no nosso capital humano no sentido de termos uma melhor performance“, disse Paula Lima, frisando também que o encontro serviu para debaterem sobre o teletrabalho, algo que os parlamentares não estavam habituados antes da eclosão da novo coronavírus.

MAIS: Ministros da CPLP reafirmam o impacto da ciência e tecnologia em tempos de Covid

É neste sentido que estamos a ver uma forma de tirar proveito dessa nova dinâmica, não necessariamente numa conjuntura de pandemia, mas por que não para determinados serviços e isso traz outros benefícios em termos de produtividade“, frisou a Secretária-Geral.

De informar ainda que esse XVI encontro serviu também para discutir a questão da desmaterialização, deixando para trás o papel e fazer uso das tecnologias, de modo a melhorar toda a documentação parlamentar, para acesso dos serviços e em tempo útil para os cidadãos.

Esse XVI encontro dos Quadros de Informática da Associação dos Secretários-Gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa (ASG-PLP) decorreu sobre o tema ” Novos Paradigmas de Gestão dos Parlamentos em Tempos de Crise”, em uma altura em que Cabo Verde assume a presidência pro-tempore, e teve como plano de fundo promover o desenvolvimento da cooperação técnico-parlamentar entre os países de língua portuguesa, bem como contribuir para a modernização das instituições parlamentares.

A ASG-PLP foi criada em 1998 e é constituída pelos secretários-gerais ou cargos equivalentes dos parlamentos das repúblicas de Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste, Senado e Câmara de Deputados de Guiné Equatorial, Câmara de Deputados da República Federal do Brasil e Guiné-Bissau.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui