Sistema de pagamento PAPSS vai poupar 5 biliões de doláres aos comerciantes africanos

1071

O Sistema Pan-Africano de Pagamento e Liquidação (PAPSS) prevê que os comerciantes africanos economizem mais de cinco biliões de dólares norte-americanos/ano, em conversão cambial, bem como vai facilitar pagamentos de fronteira em moedas locais africanas, segundo o presidente da comissão executiva do PAPSS, Mike Ogbalu III.

O dirigente que falava em um Seminário de Alto Nível, na última semana, na capital do país, Luanda, informou que o PAPSS como instrumento geral de pagamento para alavancagem da Zona de Comércio Livre Continental Africana (AfCFTA) vai financiar o comércio para apoiar as pequenas e médias empresas (PME), especialmente as geridas por mulheres e jovens.

Para Ogbalu III, o PAPSS tem como um dos seus pilares o  “African Trade Gateway”, que é uma plataforma digital completa, com informações sobre as regras aplicáveis a milhares de produtos, procedimentos alfandegários, informações e tendências de mercado e transferências de pagamento.

MAIS: Sistema africano de pagamentos PAPSS pronto a funcionar

Ainda falando como  justificativa para um pagamento em todo o continente, com o PAPSS,  o  presidente da comissão executiva defende que o sucesso do AfCFTA requer uma infraestrutura de pagamento integrada em todos os países, acrescentando que os sistemas de pagamento actuais são fragmentados e não podem apoiar o comércio intra-africano e o da Zona de Comércio Livre Continental Africana.

Os sistemas de pagamentos actuais resultam no desvio do comércio. As transações transfronteiriças são muito caras, levando a uma perda estimada em cinco biliões de dólares em encargos de pagamento anualmente“, reiterou Mike III.

Por fim, na sua abordagem, Ogbalu III acrescentou que a forte dependência de moedas estrangeiras em detrimento das africanas, inibe o comércio e desenvolvimento económico.

Por isso, advoga a necessidade de se eliminar atrasos que impedem o comércio no continente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui