Paya, a solução que promete revolucionar o comércio electrónico em Angola

2331

O comércio electrónico sempre representou um desafio para os utilizadores Angolanos. Desde as questões de segurança aos métodos de pagamento, vários obstáculos têm sido postos para que as vendas online não estejam tão difundidas em Angola, um país com 4 milhões de pessoas conectadas à internet.

Uma startup angolana decidiu dar um passo para resolver alguns dos problemas envolvendo as compras online. É assim que surge a plataforma “Paya” destinada para o E-Commerce cujo objectivo é permitir a criação de uma loja online que pode ser facilmente integrada às redes sociais onde os clientes poderão efectuar os pagamentos através dos seus cartões multicaixa pelo ATM.

Paya que vem de “Payar” que é uma gíria angolana que significa “vender”, surgiu no final do ano 2016 numa altura em que para criar um negócio de E-Commerce é bastante dispendioso. Segundo a informação fornecida pelos desenvolvedores do serviço, o Paya elimina a necessidade de contratação de uma empresa para a criação de uma loja online, hospedagem da mesma e outros aspectos técnicos complexos para utilizadores comuns.

Os angolanos já começam a estar preparados para comprar online e o E-Commerce j á é tendência” — Firmino Changani, CEO na LoopLab.

Segundo o CEO, com a plataforma Paya os empreendedores poderão criar lojas online, gerir produtos, clientes e acompanhar as vendas por intermédio de relatórios inteligentes gerados pela plataforma e com os mesmos é possível tomar decisões mais acertadas sobre vendas e posicionamento de mercado a fim de atingir mais clientes. O Paya aproveita-se do número crescentes de angolanos no Facebook ao permitir a integração de uma loja criada no Paya com uma página do Facebook.

As inscrições e mais detalhes sobre o serviço estão disponíveis no endereço oficial da plataforma: www.paya.co.ao .