Plataforma blockchain lança fundo Web3 Africa para apoiar startups blockchain

1313

Com o objetivo de apoiar um sistema financeiro inclusivo que contribua para a prosperidade para todos,  a plataforma blockchain focada em telefones smartphones Celo,  lançou um novo programa para apoiar startups africanas em pagamentos, remessas, ativos virtuais, poupança e serviços financeiros relacionados.

O Fundo Celo Africa Web3 ajudará a fornecer investimentos financeiros através dos seus parceiros de Ventures Capital (VC) e assistência técnica através da Celo Developer Guild e parceiros técnicos como Tatum e Ape Unit. Isso permitirá que os fundadores da Web2 em toda a África adote uma estratégia e dimensionem os seus negócios para alcançar uma inclusão financeira mais profunda, custos de transação mais baixos e crédito mais acessível.

O cenário cripto da África está evoluindo rapidamente e há uma série de oportunidades para as empresas tradicionais de startups responderem a esses desenvolvimentos”, disse Daniel Kimotho, líder de ecossistema da Celo para o Quénia. “As tecnologias blockchain e criptomoedas podem transformar radicalmente o acesso da comunidade a produtos e serviços financeiros, gerando riqueza e inclusão, criando pontos de entrada para as pessoas manterem e possuírem ativos digitais“.

Juntamente com vários parceiros, incluindo Unicorn Growth Capital, Ape Unit, Echo VC, Uncovered Fund e Flori Ventures, a Celo lançou uma chamada aberta para funders da Web2 a partir de pagamentos, remessas, cripto, poupança, empréstimos e setores de serviços financeiros relacionados com interesse em cripto para solicitar o Fundo Celo Africa Web3.

MAIS: Empresa ugandesa lança projeto de blockchain e transferência de dinheiro para refugiados

Em comunicado oficial, a Celo e os seus parceiros prometem apoiar candidatos selecionados para facilitar a sua transição para a Web3.

Startups e empresas pan-africanas enfrentam regularmente desafios de escala que navegam em diferentes moedas regionais, infraestrutura de pagamento e cobrança caras e controles de capital em alguns mercados. O financiamento descentralizado (DeFi) é uma solução viável, que é onde entra o ecossistema da Celo“, frisou Kimotho.

Até 50 candidatos bem-sucedidos em cada país-chave garantirão acesso a investidores de capital próprio, financiamento de capital de risco, mentoria técnica e empresarial, suporte de marketing e oportunidades de listagem de câmbio descentralizada. Cada startup de sucesso também será considerada para se juntar à Aliança para a Prosperidade da Celo, que permite colaborações em toda a pilha de tecnologia, resultando em soluções integradas que melhor atendam às necessidades dos usuários em todo o mundo.

O Celo Africa Web3 Fund incluirá um workshop presencial em cinco países africanos, liderado pela equipa do ecossistema Celo na África. O primeiro workshop aconteceu em Nairóbi(Quénia) no dia 26 de julho, juntando os parceiros de capital de risco e tecnologia Unicorn Growth Capital, Ape Unit, Echo VC, Uncovered Fund, Dream VC e Flori Ventures. Workshops adicionais seguirão em Uganda, Nigéria, Gana e África do Sul entre julho e novembro de 2022.

O Celo Africa Web3 Fund baseia-se na presença ativa da Celo em vários países africanos, onde a Celo está envolvida com comunidades locais de desenvolvedores, e onde tem executado pilotos pioneiros nas áreas de microtrabalho, micropagamentos e empréstimos DeFi, juntamente com parceiros internacionais e locais, como Mercy Corps Ventures, Cinch e Kotani Pay.

Para mais informações de como a sua startups pode candidatar-se ao fundo, clica em aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui