Polícia Nacional usará drones em operações e monitoramento do crime

1441

A Polícia Nacional (PN) anunciou que vai utilizar drones para aumentar a sua capacidade de resposta aos crimes que acontecem em todo o país, bem como tendo em conta os atuais desafios de segurança pública.

A informação foi revelada no ato de abertura do ano de Instrução e Formação policial de 2023, onde os drones que têm uma autonomia de 24 horas vão ser utilizados para dispersar motins, sendo que os mesmos podem carregar 24 granadas de gás lacrimogéneo e voar numa longitude de 5 km e numa altitude de 500 metros.

Com a entrada desses drones em funcionamento, evitamos o confronto direto com manifestantes… e apenas usamos o meio para dispersão da massa, evitamos as vítimas porque o gás em si não é letal“, disse uma fonte da PN a televisão pública TPA.

MAIS: Executivo angolano vai gastar 93 milhões de dólares na compra de drones

Para alguns analistas consultados pela redação da MenosFios, essa decisão traz em debate a questão da privacidade dos cidadãos com o uso dos dispositivos voadores para monitoramento. Segundo oficiais da polícia, os drones serão acionados em casos específicos, e não para atividades de rotina, por exemplo.

Para a Polícia Nacional, seria “negligente” não recorrer aos drones, uma vez que são uma forma de oficiais terem acesso ao que vão enfrentar em possíveis situações de perigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui