Primeira-dama recomenda ferramentas e serviços digitais nas comunidades africanas

1219

A necessidade de se dotar as comunidades de ferramentas e serviços digitais para acelerar a transformação e o bem-estar das populações rurais, bem como o papel ativo e a inovação dos jovens agricultores, é uma iniciativa defendida pela primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço.

Ana Dias Lourenço que falava no debate sobre a influência das Primeiras-Damas no empoderamento de mulheres, no quadro da 6ª edição do Tropics Business Summit, que aconteceu na última semana na Cidade da Praia, em Cabo Verde, disse que a necessidade acima é um dos caminhos a trilhar, acompanhados pela doutrina internacional e pela crescente preponderância do mundo digital.

A Iniciativa 1000 Aldeias Digitais é paradigmática e está atualmente a ser testada em sete países africanos com o objectivo de equipar as comunidades com ferramentas e serviços digitais para acelerar a transformação e o bem-estar das populações rurais. Uma das medidas já implementadas consistiu na criação de uma aplicação para o registo eletrónico de terras e outra aplicação para a gestão de pragas e doenças”, reiterou a primeira-dama.

Quanto a situação em Angola, Ana Dias Lourenço rebate que se estão a dar passos firmes no sentido de muitos dos princípios e objetivos mencionados, com o intuito de se pretender dotar as comunidades de conhecimentos e competências técnicas e comportamentais, através do seu empoderamento económico.

Em 2020, criei a Fundação Ngana Zenza para o Desenvolvimento Comunitário, que se encontra totalmente comprometida com o desenvolvimento sustentável das comunidades, em particular, das comunidades rurais. A FDC atua junto dos grupos mais vulneráveis da sociedade, entre os quais estão as crianças, as jovens meninas e as mulheres, no sentido de promover valores basilares, como o respeito, a solidariedade, a ética, a inovação e a responsabilidade social”, revelou.

MAIS: Togo e ONU assinam memorando para criar o Centro Africano de Cibersegurança

De informar que o Tropics Business Summit é um evento anual pan-africano que tem como objectivo aproximar os empresários, decisores políticos e comunitários, inovadores e empresas, proporcionando-lhes uma ampla plataforma de contactos e de negócios, abrangendo todos os mercados africanos.

Pelo sexto ano consecutivo, o Tropics Business Summit reuniu mais de 350 oradores, cerca de 500 jornalistas e profissionais de media, mais de 350 startups e investidores e 50.000 participantes online.

O painel sobre “A Influência e Liderança Globais das Primeiras -Damas: como isso afeta o empoderamento da nova geração de jovens e mulheres africanas” pretendeu lançar um olhar global sobre a influência das Primeiras-Damas no processo de desenvolvimento de África e abordar a temática da igualdade do género e das lideranças femininas.

As Primeiras-Damas presentes no painel interagiram com um diversificado leque de mulheres líderes, representando uma variedade de conhecimentos e ideias, mas compartilhando um objetivo comum: acelerar a promoção da igualdade do género e o empoderamento das mulheres nas suas próprias comunidades e em todo o continente africano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui