Programa “Emergentes” orientado para apoiar Startups com mais de 130 candidaturas

1070

O programa “Emergentes” orientado para apoiar Startups, pequenas e médias empresas (PME) e com elevado potencial de crescimento no mercado, criado pela Comissão do Mercado de Capitais (CMC), recebeu um total de 80 candidaturas completas num universo de mais de 130.

Segundo o documento oficial, divulgado pela revista Economia & Mercado, o programa inovador recebeu ao todo  134 candidaturas, em todas as provincias do país, realçando para quatro, nomeadamente Luanda com 75% das candidaturas, Benguela com 7%, Huíla com 4% e Namibe 4% das candidaturas.

Ainda sobre a nota, destacar que foram recebidas um total de 80 candidaturas completas e 54 candidaturas incompletas. Sendo que, as candidaturas são de entidades de pelo menos 10 sectores de actividade.

MAIS: CMC lança programa de apoio às startups, pequenas e médias empresas

De informar que o programa “Emergentes” destina-se a apoiar as pequenas, médias empresas (PME) e statups, com elevado potencial em diversos estágios de crescimento, bem como aprimorar as práticas de governação e gestão, maturação dos seus produtos e serviços, de forma a habilitá-las a emitir instrumentos financeiros no mercado de capitais.

Para a subdirectora do Gabinete de Desenvolvimento da CMC, Juceline Paquete, o programa enquadra-se no âmbito da missão desta instituição de regular, fiscalizar, supervisionar e promover o mercado de capitais, em Angola. Com duração de três anos, avançou, a iniciativa realiza-se também no quadro das acções de promoção do mercado de capitais, permitindo que a economia angolana tenha mais e diversificadas opções de financiamento (crowdfunding e capital de risco), potenciando o crescimento sustentável.

Para a maturação das empresas, segundo a responsável, o programa obedece sete fases, que começam com o período das candidaturas, avaliação e selecção das empresas, processo de mentoria, realização do roadshow aos potenciais investidores, captação de financiamento, investimento e governance e a admissão no segmento alternativo da Bolsa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui