Projectos inovadores marcam 70º aniversário do Instituto Politécnico Industrial de Luanda (IPIL)

628
Créditos: Tecan Studio

Terminou no princípio dessa semana as festividades comemorativas ao 70º aniversário da Instituto Politécnico Industrial de Luanda (IPIL), onde foram realizadas várias mesas redondas sobre as incubadoras de empresas e as novas experiências no fomento do empreendedorismo e o financiamento das startups, bem como vários projectos tecnológicos em destaque.

Segundo Philomene José Carlos, directora do IPIL, os três dias que compreendeu as festividades foi bastante positivo, visto que serviu de oportunidade para ganhar algum conhecimento, através das mesas redondas e palestras ministradas.

Conheça agora alguns dos projectos tecnológicos que foram apresentados na feira.

Nota IPIL

O Nota IPIL é um sistema que permite um maior controlo das ocorrências, como advertência e suspensão, contribuindo assim para um melhor acompanhamento e participação dos pais na vida escolar dos seus filhos.

De autoria dos alunos Pedro João, Rildo Franco e Bruno Mateus, estudantes da 13.ª classe do curso de Gestão de Sistemas, o Nota IPIL foi pensando em facilitar o trabalho dos seus professores, bem como pelo facto de o processo de gestão de uma escola ser muito complexo, sendo que os desafios aumentam ao mesmo tempo que as mudanças na educação invadem o mundo todo. Por isso, é natural que muitos gestores educativos ainda encontrem dificuldades para atender às novas demandas.

O Nota IPIL permite ainda ao professor lançar as notas a partir de qualquer local, e cria a pauta de forma automática.

 

Veículo JK

O veículo “JK” foi desenvolvido pelos estudantes Joaquim Kwando, Lote Noé, Francisco Manuel, Noé Evaristo, Tomás Pereira, Joel Aragão e Francisco Latino, dos cursos de Maquinas e Motores, Metalomecânica e Electrónica e Telecomunicações da 10.ª e 12.ª.

MAIS: Feira de Inovação Tecnológica (FIT) do Uíge distingue jovens inventores nacionais

O chassi do carro foi feito de chapa de ferro e o seu exterior de plásticos duros normalmente encontrados em coisas como televisores e electrodomésticos. Os assentos do carro foram feitos com bancos fornecidos por um dos familiares dos jovens. A concepção do veículo teve a duração de 8 meses com algumas interrupções na montagem devido à falta de material para o trabalho. Apesar de não contarem com a ajuda de nenhum professor como tutor do projecto, os jovens disseram-nos que a aparência do carro é inspirada nas fabricantes Land Rover e Mercedes Bens.

Foi ainda revelado por um dos inventores, que o veículo pode atingir uma velocidade de 110 quilómetros por hora, sendo que testes foram executados aquando do transporte do mesmo.

 

Estufa Automatizada

O sistema desenvolvido pelos alunos permite que as plantas sejam independentes do clima para o seu crescimento, e onde estabelece padrões para que tais frutos recebam o devido cuidado para que seu crescimento seja de forma qualificada e mais eficiente.

O projecto de autoria de Venâncio Kapessa, Marcos Ntango, Vicentina Carvalho e Igor Martins, estudantes da 12.ª classe do Curso de Electrónica e Telecomunicações do IPIL, a estufa automatizada consiste em “um ambientador que controla a iluminação, a irrigação e a ventilação entre outras variáveis dentro de um sistema agrícola através de processos automáticos. Diferentemente da agricultura convencional, o sistema permite que as plantas sejam independentes do clima para o seu crescimento.  O sistema estabelece padrões para que tais frutos recebam o devido cuidado para que seu crescimento seja de forma qualificada e mais eficiente”, revelou um dos inventores.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui