Recebeu chamadas de um número internacional? Pode ser burla!

1336

Os clientes da operadora Unitel (não recebemos evidências de usuários da Movicel) registaram chamadas a partir de números internacionais “suspeitos”, o que está a ser definido como um ataque de hackers. As chamadas consecutivas, sem dar a chance de o usuário atender, eram todas de números internacionais desconhecidos.

As ligações têm sido realizadas através dos números “+247 553 135 | +247 553 149  |+247 553 192“, é sabido que o indicativo de Angola é +244 e não +247, de acordo com as informações trata-se um golpe que faz uso indevido de linhas telefónicas móveis ou fixas. Esta técnica de ataque a sistemas telefónicos, é chamada de Phreaking.

Os Phreakers utilizam técnicas para burlar os sistemas de segurança das companhias telefónicas, normalmente para fazer ligações de graça ou conseguir créditos.

O Phreaking é uma das técnicas de hacking mais antigas que teve início dos anos 70 com um dos hackers mais influentes da época, John Draper, também conhecido como Captain Crunch.

Aconselha-se aos utilizadores que estão a receber ligações através desses números, para não retornarem a chamada. Sabe-se que o indicativo +247, pertence à Ilha de Ascensão que se localiza ao centro do Oceano Atlântico, vizinha da Ilha de Santa Helena e pertencem ambas ao Reino Britânico.

O que acontecerá caso retorne a chamada?

Se ligar de volta, a ligação será cobrada à uma taxa muito alta e uma grande porcentagem desse custo poderá ser transferida para criminosos virtuais…

Para se proteger desse golpe, para além de não retornar a chamada, pode ser instalado um aplicativo anti-spam para smartphones. Basta fazer uma pesquisa rápida nas lojas de aplicativo da Google e Apple.