Rede multicaixa nacional com 251 fraudes registadas por mês em 2022

541

Até ao mês de Abril de 2022 a rede de multicaixas (Multicaixa e Multicaixa Express) nacional registrou mais de 1.005 denúncias, o que dá uma média de 251 por mês, valor esse superior à média de 179 queixas mensais recebidas no ano passado.

Esses dados foram divulgados recentemente pela Empresa Interbancária de Serviços (EMIS), informando ainda que o número de queixas registadas em 2022 já representa 47% do total de denúncias em 2021 e que representam apenas uma pequena parte de uma realidade que ainda está por estudar.

Segundo ainda a EMIS,  tendo como base que estavam em circulação, até Abril, mais de 6,7 milhões de cartões Multicaixa, o número de fraudes registadas representa uma incidência de apenas 0,0005%. O número de reclamações mostra também um forte aumento ao nível do aplicativo Multicaixa Express, que disparou de apenas 14 reclamações oficiais, em 2020, para 447 no ano passado. Até Abril de 2022, a EMIS já recebeu 62 reclamações específicas sobre este serviço.

MAIS: Policia Nacional desmantela rede de clonagem de cartões

Em geral, os incidentes estão ligados à baixa literacia digital das pessoas“, disse Duano Silva, administrador executivo da EMIS, acrescentando ainda que “é um problema do País, parece assente que os angolanos usam o que há de melhor em termos de tecnologia mas tiram pouco partido das suas valências, limitando-se à utilização mínima. É preciso notar que a literacia digital não é o mesmo que a instrução académica das pessoas. Muitas das burlas ocorrem sobre pessoas com alta instrução académica, que não cumprem a mais básica recomendação de segurança – não partilhar códigos e PIN”s“, indicou o gestor.

A par da literacia digital, a baixa literacia financeira dos angolanos em geral abre a porta a roubos e fraudes no sistema de pagamentos. Por isso, a instrução digital e financeira é importante para aumentar a segurança dos utilizadores.

Nós temos a responsabilidade de tornar os canais e os instrumentos mais seguros“, frisou Duano Silva.

Enquanto o dinheiro físico (moedas e notas) é cada vez menos utilizado, os cartões de débito e crédito, bem como as diferentes aplicações baseadas em tecnologia (como o Multicaixa Express, dinheiro móvel ou os serviços de banca digital), têm uma utilização cada vez mais alargada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui