Samsung quer aumentar receitas em África

2380

A Samsung Electronic pretende duplicar as suas receitas anuais no continente africano para que representem 20% das receitas da empresa nos próximos cinco anos.

Segundo Sung Yoon, responsável da empresa sul coreana para o continente africano, a Samsung iria colocar mais lojas e outros canais de retalho em mais países de África e diminuir os tempos de entrega. A empresa tem cerca de metade dos dispositivos móveis e televisões em vários países do continente.

Sung Yoon explica que a Samsung enfrenta a concorrência dos dispositivos mais baratos, mais baratos do que os smartphones mais básicos da empresa sul coreana.

De acordo com o executivo, a procura pelos produtos da Samsung deve-se à maior procura por televisões maiores e maiores ecrãs de telemóveis. A maioria dos clientes está a comprar televisões entre as 55 e as 65 polegadas, mais 32 polegadas do que há dez anos. Também os utilizadores de dispositivos móveis já não se contentam com ecrãs de três polegadas.

Os executivos acreditam que a maioria dos africanos estão a escolher smartphones mais básicos, com uma velocidade de internet mais rápida, para utilizar redes sociais e aplicações dos bancos.