SIC prende suspeitos pelo roubo de 71 milhões de kwanzas por intermédio de multicaixas

0
1389

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve recentemente nove suspeitos pelo roubo de 71 milhões de kwanzas através de furtos por intermédio de multicaixas, na capital do país, Luanda.

Segundo o Director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do SIC, Superintedente-Chefe Fernando de Carvalho, informou que a maioria das vítimas são idosos, e onde os suspeitos são maioritariamente oriundos da República Democrática do Congo, onde realizavam estas acções criminosas há mais de oito meses.

Dois elementos da referida associação criminosa faziam-se passar nos multicaixas como se fosses fazer levantamentos de valores, encostavam-se às filas e ficavam atentos àqueles cidadãos com debilidades na utilização dos multicaixas“, disse o efectivo.

MAIS: Policia Nacional desmantela rede de clonagem de cartões

Foi revelado que um dos elementos desta associação criminosa, após lesar diversas pessoas, juntou somas elevadas em kwanzas e fugiu para Portugal, bem como um homem que tentou subornar o investigador do SIC-Luanda, com a quantia de um milhão de kwanzas, para que pusesse em liberdade o cabecilha do grupo.

Os criminosos, ao notarem que alguém se mostrava incapaz de efectuar alguma operação bancária, ofereciam-se para ajudar e nesse exacto momento, enquanto um ajudava, outro ficava atento à senha do cartão… já na posse do cartão da vítima, os assaltantes trocavam rapidamente o cartão por um outro do mesmo banco que entregava à vítima, que, sem perceber, pensava tratar-se de uma operação normal e se dirigia a casa“, salientou Fernando de Carvalho.

O Superintedente-Chefe frisou ainda que mediante os valores, retiravam ou transferiam para as suas contas, sendo que a divisão era equitativa.

Das acções investigativas em torno dos envolvidos e pelo número de denúncias registradas, apurou-se que foi lesado um valor que ronda em 71 milhões de kwanzas, retirados faseadamente das contas das vítimas”, acrescentando que boa parte do dinheiro roubado foi usado na compra de várias viaturas, “de marcas Toyota,modelo Prado TXL, Hyundai Santa Fé, Kia modelo K5, TV plasma, aparelhos ar-condicionado, telemóveis e mobiliário de habitação“, finalizou

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui