Smart TVs: A nova porta para os hackers entrarem na sua casa

1655

As TVs inteligentes estão a tornar-se cada vez mais populares, especialmente devido às suas telas de alta resolução, câmaras, microfones e vários recursos inovadores para optimizar e melhorar a experiência do usuário.

Como uma Smart TV pode permitir a entrada do hacker na sua casa?

Os hackers costumam ser motivados por motivos financeiros. Para esse fim, eles estão constantemente a procura de informações que podem vender para obter lucro, dados que podem usar para chantagear as pessoas, o hardware que podem manipular ou o poder do computador que podem utilizar. As Smart TVs são capazes de fornecer todas essas oportunidades para os hackers.

Portanto eles têm uma variedade de ferramentas à sua disposição que podem ser usadas para interromper a vida digital e real de uma pessoa. Engenharia social, malware, vulnerabilidades, configurações erradas ou fracas e ataques físicos contra Smart TVs em espaços públicos estão entre as técnicas mais comuns e populares usadas para obter o controle das Smart TVs.

Malware

Houve vários casos envolvendo Smart TVs vítimas de ransomware. Esses tipos de ataques cibernéticos instruem as vítimas a pagar uma determinada multa para recuperar o acesso a seus dispositivos e dados. Muitos usuários enraízam seus dispositivos e instalam software de fora do Google Play Store para Android TV. Uma vez que um dispositivo está arraigado, um aplicativo pode “ficar solto” e aproveitar as permissões elevadas para roubar informações de contas de outros aplicativos, executar um keylogger ou, em geral, neutralizar as protecções de segurança de um sistema.

Configuração deficiente

Outra ameaça está relacionada à configuração incorrecta das Smart TVs. Isso poderia ser culpa do fornecedor de TV que modificou o sistema operacional subjacente para adicionar novas funcionalidades, ou pode ser devido à própria negligência do proprietário da TV, ou às vezes ambos. As formas mais comuns de configuração incorrecta de dispositivos que podem definir o cenário para ataques cibernéticos incluem manter as portas abertas, usar protocolos inseguros, habilitar mecanismos de depuração, confiar em senhas fracas ou padrão (ou não usar senhas), bem como usar serviços desnecessários, que podem expanda a superfície de ataque.

Vulnerabilidades

As TVs inteligentes sofrem de vulnerabilidades de segurança que podem torná-las um alvo para hackers. Isso inclui falhas que tornam possível controlar alguns modelos de TV remotamente usando APIs públicas ou vulnerabilidades que permitem que invasores executem comandos arbitrários no sistema. As Smart TVs têm assistentes de voz integrados e estão vinculadas a uma variedade de IoT, mas esse recurso torna a TV mais vulnerável a ataques cibernéticos.