Tecnologia reduz emissão de matrículas de sete para três dias

0
730

Os investimentos tecnológicos, bem como o programa do Executivo Angolano denominado Simplifica 1.0, reduziu o tempo de emissão de matrículas aos veículos automóveis de sete para três dias, de acordo com as palavras do Chefe de Departamento de Comunicação Institucional e Imprensa, superintendente chefe Adriano do Rosário.

O porta-voz daquele departamento proferiu essas informações no encontro que a sua instituição manteve com os responsáveis das representantes de marcas e concessionárias de automóveis.

Segundo Adriano Rosário, dentro do programa do Executivo (Simplifica 1.0), a DTSER fez vários investimentos tecnológicos de ponta para acabar com o processo burocrático, bem como a corrupção ou subornos (gasosa).

MAIS: DNVT afirma que novas matrículas vão permitir a prevenção e esclarecimento de crimes

O referido encontro serviu também para dar nota explicativa sobre os constrangimentos que poderão advir, mas acima de tudo ressalta os benefícios do sistema que acabou com o trabalho presencial dos agentes concessionários na tramitação dos documentos e dos pagamentos ao Estado.

Para Comissário Chefe, os processos actualmente são submetidos via on-line, como já acontece a alguns anos, mas a novidade é que agora os pagamentos são feitos na Conta Única do Tesouro via transferência em terminais automáticos, o que veio acabar com a presença física dos utentes.

O novo sistema permite o solicitante fazer tudo a partir do seu escritório ou residência, num processo que dura três dias até a entrega da matrícula, aos contrário dos sete dias anteriores quando se fazia o pagamento presencial”, disse o superintendente chefe .

Por outro lado, quanto aos novos modelos de matrículas para o país, disse, ser um processo em curso, que já tem quatro empresas aprovadas para a importação dos equipamentos e que neste momento decorre ainda o concurso público para as empresas que vão fabricar e aplicar as matrículas, a partir do próximo ano.

De referir que, como a redacção da MenosFios já tinha informado, a sociedade civil automobilística angolana vai receber em breve uma nova gama de chapas de matrículas, equipadas com código QR, onde a Polícia Nacional diz que as mesmas vão garantir maior fiabilidade no controlo do tráfego rodoviário no país.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here