Previsões de telecomunicações para 2022: preços de banda larga vão subir

0
960

Em 2022, as principais empresas de telecomunicações em todo o mundo enfrentarão políticas regulatórias mais rígidas e espera-se que os preços da banda larga aumentem, visto que as operadoras enfrentam dificuldades para criar valor para os seus acionistas.

Estas são algumas das previsões de telecomunicações para 2022 feitas pela consultoria independente Strand Consult, que analisa os altos e baixos da indústria de telecomunicações móveis em 2021 e faz previsões para 2022.

 

De acordo com a consultoria, o ano que passou se desenvolveu muito diferente dos outros anos, mas não foi tão diferente de 2020.

Em 2020, era um eufemismo dizer que o COVID-19 foi uma virada de jogo no setor de telecomunicações. Como resultado da pandemia, as redes de comunicação construídas e operadas por operadoras em todo o mundo tornaram-se mais importantes do que nunca, de acordo com a Strand Consult.

Os preços do telemóvel e da banda larga caíram ao longo do tempo, mas 2022 deve ser o ano em que os preços aumentarão em todo o mundo. Basta olhar para a Dinamarca, que em 2021 encontrou o regulador das telecomunicações em conluio com as empresas de energia para fixar o preço de atacado do acesso à fibra em níveis acima do que o mercado oferece.

Como tal, é garantido que os preços aumentem na Dinamarca e em outros países europeus devido aos esforços dos reguladores. Dado que o preço regulado da fibra aumentará, os preços da banda larga nas redes privadas seguirão.

A Strand Consult espera que muitas das operadoras que têm dificuldade em criar valor para os seus acionistas por meio do crescimento orgânico aumentem os preços em 2022. Essa é a lei da demanda e, sem aumentos de preços, será difícil investir em actualizações de rede.

MAIS: Ministro das Telecomunicações diz que 2022 será um ano melhor no sector que dirige

A China e a Huawei enfrentarão um ano difícil

Quando Joe Biden se tornou presidente dos EUA em janeiro de 2020, muitos se perguntavam como a política dos EUA mudaria em relação à China e Huawei. A Strand Consult afirmou que a política provavelmente não mudará e, se houver alguma, poderá ser endurecida.

A Strand Consult acredita que este ano a Huawei continuará a enfrentar significativa pressão financeira, e não se espera que a opinião pública sobre a Huawei mude tão cedo.

Muitos países consideram inseguro e insustentável o uso de equipamentos Huawei em redes de telecomunicações. Algumas operadoras tiveram um risco maior de reputação e regulatório ao usar a Huawei, e os clientes corporativos não querem que os seus dados confidenciais e valiosos fiquem vulneráveis ​​ao governo chinês.

Será difícil para a Huawei convencer os compradores do sector público nos EUA e na Europa a comprar a sua solução de colocar dados em sistemas de TI chineses e na nuvem chinesa.

A nuvem explode em 2022

Os formuladores de políticas voltarão a sua atenção para as questões de privacidade relacionadas à nuvem pública – que contém uma quantidade cada vez maior de dados de cidadãos e empresas. Em 2022, os serviços em nuvem da Amazon, Microsoft e Google surgirão na consciência pública à medida que as operadoras de telefonia móvel armazenam partes das suas redes nos seus data centers.

Como as redes móveis estão cada vez mais integradas às nuvens, isso significa que os indivíduos e as empresas estão cada vez mais integrados à grande tecnologia. Não há como desligar a grande tecnologia e nem escolher não usá-la.

Isso aumenta a complexidade e a dificuldade da portabilidade de dados de uma nuvem para outra – assim, as empresas podem achar que é impossível migrar de uma nuvem para outra.

Isso continuará a disparar alarmes no mundo antitruste, e levantar mais questões sobre a proteção dos dados do consumidor.

Mercado para redes 5G privadas 

Em 2021, muito se escreveu sobre as redes 5G privadas: Quem as vai construir e quem as executará? É um mercado em que muitos querem entrar; todos, desde operadoras móveis a empresas de TI, integradores de sistemas e fornecedores de infraestrutura. Os jogadores do OpenRAN também querem entrar, embora ainda não se veja se eles podem atender às grandes demandas de uma rede móvel clássica.

Em 2022, a Strand Consult espera uma competição acirrada, margens muito baixas e um abalo inevitável no mercado 5G privado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here