Uber escondeu roubo de dados de 57 milhões de utilizadores

0
1115

 

A empresa norte-americana Uber escondeu um ciberataque que comprometeu os dados de 57 milhões de clientes e condutores. A falha de segurança aconteceu em 2016 e foi escondida pela empresa, que pagou 100 mil dólares aos hackers para que estes apagassem as informações roubadas.

Segundo informações, Dara Khosrowshahi, presidente executiva da Uber revelou que os dados de 57 milhões de utilizadores em todo o mundo foram pirateados por dois hackers, que roubaram as informações de um arquivo virtual da empresa.

O roubo de dados ocorreu em outubro de 2016 e incluía nomes, emails e números de telefone de milhões de utilizadores de todo o mundo, bem como cartas de condução de milhares de condutores.

Para chegar aos dados, os hackers primeiro acederam a um site de codificação privado usado por engenheiros de software da Uber, onde conseguiram obter dados de login para uma conta da Amazon Web Services que geria tarefas de computação da empresa. Foi de lá que os hackers conseguiram aceder a informações de tanto clientes como condutores. De seguida, contactaram a empresa a pedir dinheiro.

A Uber escondeu assim uma falha de segurança, que deveria, por obrigação legal, ter comunicado as autoridades, com a empresa a optar por pagar 100 mil dólares aos ciber criminosos para que apagassem as informações.

Clique aqui e conheça as cidades africanas que já utilizam a Uber.

FONTEBGR
COMPARTILHAR
Artigo anteriorFacebook copia mais um recurso do Snapchat
Próximo artigoTVCABO com indisponibilidade em cerca de 80% da rede [Actualização]
Daniel Afonso Geto Estudante de Engenharia de redes e telecomunicações escreve sobre tecnologia precisamente por ser a sua área de formação, ser algo que ama fazer e para si é um previlegio fazer parte do maior site angolano de notícias ligadas à TIC.Partindo do princípio, parar é morrer, é também detentor das certificações: Administração de Redes, CCNA Routing, CCNA Switching e CCNA Security.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here