Vencedora do Nobel da Paz diz que Facebook é “parcial contra factos”

0
836

Maria Ressa, uma das vencedoras do Prémio Nobel da Paz, concedeu uma entrevista ao The Guardian onde lançou críticas ao Facebook, considerando que a rede social é “parcial contra factos” e “parcial contra o jornalismo”.

Se não tens factos, não podes ter verdades e não podes ter confiança. Se não tens nada disto, não tens uma democracia”, afirmou Ressa, declarando ainda que o Facebook é uma ameaça à democracia.

Ressa, jornalista e ativista, conquistou o Prémio Nobel da Paz de 2021 em conjunto com o jornalista Dmitry Muratov. O prémio foi atribuído com base no “esforço de salvaguardar a liberdade de expressão, que é uma pré-condição para a democracia e paz duradoura”.

Maria Ressa usa a liberdade de expressão para expor o abuso de poder, o uso da violência e o crescente autoritarismo no seu país natal, as Filipinas, onde dirige o Rappler, um órgão de comunicação social digital que se dedica ao jornalismo de investigação e que cofundou em 2012.

O Comité Nobel destacou, em particular, o papel de Ressa e do Rappler na denúncia da “controversa e assassina campanha antidroga do regime” do Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte”.

Para o Comité, o número de mortes desta campanha é tão elevado que “se assemelha a uma guerra travada contra a própria população do país”.

MAIS: Facebook anuncia fundo de dez milhões para criadores de Realidade Virtual

Ressa e o Rappel também “documentaram como os meios de comunicação social estão a ser utilizados para espalhar notícias falsas, assediar adversários e manipular o discurso público“.

Em 2020, o Prémio Nobel da Paz foi atribuído ao Programa Alimentar Mundial (PAM), pelo papel desta agência das Nações Unidas para acabar com a fome como “uma arma de guerra e conflito”.

O Prémio Nobel da Paz é o único dos seis prémios a ser atribuído e apresentado fora da Suécia, em Oslo, a pedido expresso de Alfred Nobel (1833-1896), uma vez que a Noruega fazia parte do reino sueco no seu tempo.

Desde 1901, o Prémio Nobel da Paz foi atribuído 101 vezes, a 132 laureados: 90 homens, 17 mulheres e 25 organizações, segundo a organização.

Os laureados irão receber um prémio de oito milhões de coroas suecas, além de um diploma e uma medalha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here