AKSEL inaugura primeiro centro tecnológico petrolífero em Angola

2777

O consórcio de capitais angolanos e noruegueses, Aker Solutions Enterprises (AKSEL), fez a inauguração hoje(10) de um centro de alta tecnologia para testes e manutenção de equipamentos subaquáticos para plataformas de produção de petróleo, avaliado em mais de 25 milhões de dólares.

Situado no município de Viana, o centro é o primeiro do género na África Subsaariana, permitindo que os equipamento subaquáticos de produção de petróleo deixem de ser reparados no exterior, onde o nosso país diminui os gastos em matéria de custos, prazos de reparação e devolução, bem como também vai aumentar a capacidade da indústria petrolífera angolana a nível do capital humano e tecnológico.

De acordo com as palavras do presidente executivo da AKSEL, Pedro Godinho, a inauguração desse centro tecnológico, vem comprovar o investimento e a capacidade das empresas nacionais em prestarem serviços técnicos especializados na sociedade angolana.

MAIS: União Europeia disponibiliza 5 milhões de euros para incubadoras nacionais

A força de trabalho do centro tecnológico inclui seis engenheiros angolanos, que segundo mesmo a empresa, foram treinados na Noruega de modo a conseguirem operar com a câmara hiperbárica de que o centro está dotado, bem como as evoluções que demonstram “a vontande e intenção em continuar a transferir conhecimento e tecnologia de alta qualidade” para o país, de acordo com os ideias da empresa.

O documento lembra que, em 2016, a empresa investiu 10 milhões de dólares na construção do seu primeiro empreendimento, na base da Sonils, e começou um investimento de cinco milhões em iniciativas de responsabilidade social focadas na educação.

Na inauguração do respectivo centro tecnológico estiveram o ministro de Estado para a Coordenação Económica e do secretário de Estado para o Petróleo, Manuel Nunes Júnior e José Barroso, respectivamente, assim como o director-geral da TotalEnergies Angola, Olivier Jouny.

De acordo com a nota oficial do consórcio, e na qual a MenosFios teve acesso, a AKSEL é uma “joint venture” de direito angolano que resulta da fusão de interesses entre a empresa norueguesa Aker Solutions, com 49 por cento, e a empresa angolana Prodiaman Oil Services, com 51 por cento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui