Alunos da universidade Imperial College vão ter aulas com ‘professores holográficos’

349

Hoje em dia os hologramas têm estado a ganhar destaque, um exemplo é que, a sensivelmente três anos, em um protesto na Espanha, os hologramas substituíram as pessoas. Mas parece que agora uma universidade em Londres decidiu apostar nos hologramas para leccionar.
A universidade Imperial College, em Londres, vai oferecer aulas com “professores holográficos”, e será a primeira instituição académica no mundo a fazer uso do recurso com regularidade.Um efeito de ilusão semelhante tem sido utilizado pela indústria do entretenimento, em shows que “recriam” artistas mortos, como Tupac Shakur, Michael Jackson e Elvis Presley, em performances ao vivo.

Segundo David Lefevre (Director do Edtech Lab, laboratório de tecnologia da universidade), a Imperial College vai limitar inicialmente as aulas com hologramas à Escola de Negócios, mas espera que o uso da tecnologia possa se tornar frequente. “A alternativa seria usar softwares de videoconferência, mas acreditamos que esses hologramas têm um senso de presença muito maior”.

Os professores terão acesso um monitor de alta definição na frente deles, que é calibrado para que os mesmos consigam apontar para os alunos e olhar nos olhos deles. Podem realmente interagir. Só para que conste, mais de uma pessoa também pode aparecer de cada vez.A Imperial College planeia usar dois estúdios externos, um em Los Angeles, nos Estados Unidos, e outro em Toronto, no Canadá, assim como um kit de estúdio portátil para convidar professores de outros lugares do mundo para dar aula.